INVESTIGAÇÃO

Vereadores mogianos presos em Tremembé permanecem sem visitas

INVESTIGAÇÃO Parlamentares mogianos foram levados à Penitenciária de Tremembé no último dia 9. (Foto: divulgação)

A Secretaria de Estado da Administração Penitenciária informa que os vereadores presos na Penitenciária II de Tremembé “Dr. José Augusto César Salgado”, no Vale do Paraíba, estão isolados e sem direito a visitas. O presídio se tornou famoso por receber pessoas que cometeram crimes de repercussão, como Alexandre Nardoni, condenado pela morte da filha Isabela, o ex-prefeito de Ferraz de Vasconcelos, Acir Filó, envolvido em corrupção, entre outros que ainda se encontram lá, como Lindemberg Alves, Cristian Cravinhos e Guilherme Longo.

A Penitenciária esclarece que os vereadores mogianos estão em Regime de Observação (RO) e, neste momento de pandemia, vão permanecer em quarentena até serem colocados com os demais presos da unidade. Carlos Evaristo (PSB), Diego de Amorim Martins (MDB), Jean Lopes (PL) e Mauro Araújo (MDB) estão detidos no local desde o último dia 9, após permanência de cinco dias na Cadeia Pública de Mogi, por denúncias de corrupção. Tem ainda Francisco Bezerra (PSB) em prisão domiciliar, além de Antônio Lino (PSD), considerado foragido.

“As vistas presenciais de familiares aos presos estão suspensas desde o dia 20 de março, como parte das medidas restritivas de contato da população carcerária com o público externo para evitar a propagação do contágio de Covid-19 no interior das unidades prisionais”, destaca a Pasta em nota encaminhada a O Diário.

Como alternativa, eles podem receber cartas, sejam físicas ou via formulário na internet. Também têm dirito de participar de visitas virtuais. Porém, os parentes dos vereadores presos ainda não constam no rol de visitas para que esse processo ocorra. Apenas os advogados têm livre acesso a seus clientes. O presídio, adaptado para receber presos especiais, tem população carcerária de 485 pessoas, sem problemas de superlotação, segundo a direção.

Entre os famosos que cumprem pena no local está Lindemberg Alves, que em 2008 invadiu o apartamento e matou sua ex-namorada, Eloá Pimentel. Um outro é Cristian Cravinhos, condenado pela morte de Manfred e Marísia von Richthofen a mando da filha do casal, Suzane, em 2002; e ainda Guilherme Longo, acusado de aplicar altas doses de insulina e matar o enteado Joaquim Ponte Marques, em 2017. Nardoni cumpre semiaberto, e Filó foi transferido para uma penitenciária em Guarulhos.


Deixe seu comentário