FUTEBOL

União pode desistir do Campeonato Paulista

Após desistir das disputas do Campeonato Feminino, a diretoria do União estuda com carinho, mas também pode ficar de fora do estadual sub-23 da Segunda Divisão, com previsão de início em outubro. A direção do alvirrubro integra um grupo de 24 agremiações que encaminhou um ofício para o comado da Federação Paulista de Futebol (FPF) para diminuir os custos de cada partida para viabilizar a competição. Caso a solicitação não seja atendida, o presidente unionista Osmar Novais diz não ter condições de colocar o Glorioso no campeonato. Pelo calendário da entidade, os cartolas devem oficializar participação no evento nesta quinta-feira.

Segundo Novais, a direção da FPF está solicitando uma estrutura para a realização das partidas que os clubes da Segunda Divisão não têm condições de cumprir. Entre outros pedidos, estão duas ambulâncias – sendo uma com UTI -, três médicos, e o pagamento do delegado do jogo. “Do jeito que está fica inviável. Ainda mais sem torcida”, não temos condições de atender um regulamento deste tipo”, afirmou o presidente do União.

Osmar ainda lembra que protocolos de saúde terão de ser realizados pelos clubes por conta da pandemia no novo coronavírus. “A Federação diz que pagará dois testes no período de treinos e o do primeiro jogo do campeonato. Os demais ficam no encargo dos clubes. É preciso testar o elenco toda semana e não temos parceiros, condições para atender o protocolo”, justificou o presidente do União.

Além disso, Osmar relata que a prática esportiva ainda não está autorizada pela Prefeitura de Mogi. “É uma outra batalha. O futebol de campo não tem autorização para voltar suas atividades. Para jogar e fazer um bom campeonato é preciso treinar. Sem treino fica mais difícil ainda. Você fica atrás dos adversários bem mais preparados”, ressaltou Novais.

De acordo com os protocolos, os clubes devem encaminhar ao Centro de Contingência do Coronavírus para que sejam autorizados os testes da Covid-19, exames médicos, testes clínicos, físicos e fisiológicos a partir do dia 8 de setembro.

Se tudo der certo, também será encaminhado o Protocolo de Retomada Gradual dos Treinamentos, solicitando autorização para retorno dos treinos no dia 14 de setembro. Na sequência será enviado ao Centro de Contingência do Coronavírus o Protocolo de Operação de jogo, para 18 de outubro – provável data para o início do estadual.

Sobre a desistência do Campeonato Feminino, na semana passada, Novais afirmou que os custos operacionais inviabilizaram a participação do União no estadual. “Tínhamos uma programação antes da pandemia. Depois mudou tudo. Muitos times já estão treinando e nós nem começamos. Ficamos atrás e dá uma grande diferença. Vamos estruturar para voltar diferente em 2021”, explicou Novais.


Deixe seu comentário