CARTAS

Tempo de agradecer

Mogi, jamais esquecerei de ti.

Quando aqui  cheguei, vindo direto da roça, caminhos traçados, pés no chão e mãos grossas.

Mesmo assim, olhastes para mim, não me virastes as costas e nem me fizestes vistas grossas.

Assim, me sinto honrado por ter merecido e ter sido acolhido por Mogi das Cruzes como um filho. meu muito obrigado por não ter descartado o menino dos pés rachados.

Vicente Ferreira,

construtor e músico

Mogi das Cruzes, SP


Deixe seu comentário