MENU
BUSCAR
Pandemia

Suzano realiza fiscalização do uso do 'passaporte da vacina'

Documento é obrigatório para frequentar bares, parques, estádios e eventos com mais de 300 pessoas.

O DiárioPublicado em 14/09/2021 às 11:14Atualizado há 14 dias
Prefeitura já iniciou as vistorias em casas noturnas e espaços onde o documento é obrigatório / Irineu Junior - Prefeitura de Suzano
Prefeitura já iniciou as vistorias em casas noturnas e espaços onde o documento é obrigatório / Irineu Junior - Prefeitura de Suzano

A Prefeitura de Suzano ampliou nesta semana as operações de fiscalização de comércios pela cidade. O objetivo é verificar a exigência e uso do "passaporte da vacina" em estabelecimentos como bares e baladas. Ao longo da semana, os agentes municipais também realizarão diversas ações em pontos estratégicos para orientar a população sobre a importância de portar o documento.

O Setor de Fiscalização de Posturas, em conjunto com a Vigilância Sanitária e a Guarda Civil Municipal (GCM), já iniciou as vistorias em casas noturnas e espaços onde o documento é obrigatório, orientando os comerciantes sobre a nova medida e verificando se o "passaporte da vacina" está sendo exigido. Os estabelecimentos que descumprirem o decreto municipal serão notificados e poderão ter o alvará de funcionamento cassado.

Desde a última quarta-feira (8), as regras mudaram para frequentar casas de show, bares, baladas, parques, teatros, cinemas, estádios, ginásios, seminários e eventos com mais de 300 pessoas. Agora, é obrigatória a apresentação do cartão de vacinação para a entrada, seja o modelo físico ou virtual, por meio do aplicativo "Conecte SUS", do Ministério da Saúde. Com isso, a medida prevê que apenas aqueles que já receberam ao menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19 podem acessar os locais. No caso de pessoas que não podem se imunizar por questões de saúde, é necessário apresentar comprovantes médicos.

Em outra ação voltada para conscientizar o público ao longo da semana, agentes da Vigilância Sanitária irão circular por parques e outros espaços que geram aglomeração para orientar os cidadãos e exigir o documento. Caso seja constatada alguma irregularidade, a pessoa poderá ser inclusive retirada do local. Vale destacar que a apresentação do documento não descarta os demais cuidados que ainda seguem obrigatórios, como uso de máscara, álcool gel e distanciamento social.

Segundo o responsável pela Vigilância Sanitária, Mauro Vaz, este primeiro contato com o público terá forte teor informativo, pois muitas pessoas, mesmo aquelas que já receberam a segunda dose, ainda não têm o hábito de carregar a carteira de imunização ou sequer conhecem o aplicativo disponível. Ele ainda reforçou que a adesão ao documento é mais uma forma de preservar a saúde dos suzanenses e conter a disseminação do novo coronavírus.

"Será um grande trabalho de conscientização sobre a importância de se vacinar e portar o documento, seja o físico ou o digital, pois esta nova exigência garante um retorno seguro para o uso de ambientes que concentram muitas pessoas. A campanha de imunização segue forte em Suzano e contamos com a colaboração dos comerciantes e do público para preservar a saúde de todos. Para aqueles que ainda não buscaram sua aplicação, os postos de vacinação estão acolhendo todas as faixas etárias já contempladas", concluiu.

Denúncias a respeito do descumprimento dos protocolos sanitários podem ser feitas ao Departamento de Fiscalização de Posturas, pelo telefone (11) 4745-2046, e à Ouvidoria Municipal, no número 0800-774-2007.