Entrar
Perfil
OPERAÇÃO CANCELADOS

Polícia Federal investiga crime de pornografia infantil em Suzano

Cinco mandados de busca e apreensão são cumpridos nesta terça-feira (19) durante ação que apura o armazenamento e distribuição de imagens pornográficas de crianças e adolescentes

O Diário
19/04/2022 às 14:05.
Atualizado em 19/04/2022 às 14:10

Policiais federais agiram em cidades como Suzano nesta terça-feira em operação de combate à pornografia infantil (Divulgação/PF)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
OPERAÇÃO CANCELADOS

Polícia Federal investiga crime de pornografia infantil em Suzano

Cinco mandados de busca e apreensão são cumpridos nesta terça-feira (19) durante ação que apura o armazenamento e distribuição de imagens pornográficas de crianças e adolescentes

O Diário
19/04/2022 às 14:05.
Atualizado em 19/04/2022 às 14:10

Policiais federais agiram em cidades como Suzano nesta terça-feira em operação de combate à pornografia infantil (Divulgação/PF)

A Polícia Federal deflagra a Operação Cancelados nesta terça-feira (19) que investiga suspeitos de armazenarem e/ou distribuírem na internet imagens pornográficas de crianças e adolescentes. Agentes federais, de acordo com o site da PF, cumprem cinco mandados de busca e apreensão: dois em São Paulo, um em Guarulhos, um em Suzano e um em Santo André.

No decorrer das ações, afirma a publicação, "um homem foi preso na posse de equipamentos eletrônicos, nos quais, após análises realizadas pelos policiais, foram encontrados arquivos com fotos e vídeos que caracterizam cenas pornográficas envolvendo crianças e adolescentes".

As investigações foram iniciadas por dados obtidos em relatórios de inteligência do SERCOPI (Serviço de Repressão aos Crimes de Ódio e à Pornografia Infantil na Internet da Polícia Federal) e de denúncias por provedor, em Termo de Compromisso de Integração Operacional.

O investigado, preso em flagrante, foi liberado mediante o pagamento de fiança, tendo em vista que o crime de posse de pornografia infantil possui pena não superior a quatro anos (art. 241-B, do Estatuto da Criança e Adolescente - ECA).

Ainda segundo a informação da PF, na Operação Cancelados, os aparelhos foram apreendidos e enviados para perícia técnica. Após a análise dos equipamentos, se houver confirmação de que houve divulgação do conteúdo pornográfico na internet, o indivíduo responderá por conduta mais gravosa, a de divulgação de pornografia infantojuvenil, crime apenado com até seis anos de reclusão (art. 241-A, do ECA).

Os nomes dos suspeitos, como em outras oportunidades, não são divulgados.

O que significa

Batizada como  “Cancelados”, a operação faz referência à cultura do “cancelamento” em redes sociais na internet, a qual incentiva pessoas a deixarem de seguir ou apoiar outras que tenham comportamentos considerados inadequados.

Segundo a PF, trata-se de uma "alusão a “cancelar” (denunciando e prendendo), quem distribui pornografia infantil na rede, conduta imoral e ilegal".

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
Copyright © - 2022 - O Diário de MogiÉ proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuído por