MENU
BUSCAR
SUZANO

Desassoreamento do rio Taiaçupeba-Mirim é concluído

Equipes da prefeitura e da Sabesp retiraram 90 mil metros cúbicos de resíduos do trecho suzanense

O DiárioPublicado em 08/06/2021 às 15:53Atualizado há 7 dias
Rio Taiaçupeba-Mirim  / Foto: Wanderley Costa / Secop Suzano
Rio Taiaçupeba-Mirim / Foto: Wanderley Costa / Secop Suzano

Após dois meses de trabalhos, a Prefeitura de Suzano e a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) concluíram o desassoreamento do rio Taiaçupeba-Mirim, no distrito de Palmeiras. A força-tarefa de limpeza foi criada em março após articulação da administração municipal para evitar enchentes na região.

Com ampla mão de obra e maquinários adequados, a ação conjunta contemplou aproximadamente cinco quilômetros do rio, considerando pontos de atenção identificados e acompanhados pela Defesa Civil. Na oportunidade, levando em consideração a extensão do trabalho, os órgãos se dividiram para cobrir todos os pontos que cortam a cidade.

A Secretaria Municipal de Manutenção e Serviços Urbanos, por exemplo, foi responsável por limpar os trechos próximos ao Jardim Planalto, Parque Buenos Aires e Parque Palmeiras. Em paralelo, a Sabesp ficou com a região entre o Parque Palmeiras e a rua Santa Gema, na Estância Americana.

Já o Departamento de Águas e Energia Elétrica (Daee) assumiu o trecho entre a rua Santa Gema e os outros seis quilômetros que ultrapassam o limite do município, indo para a cabeceira do rio, na cidade vizinha de Ribeirão Pires. Ao todo, foram retirados 90 mil metros cúbicos de resíduos pelos órgãos.

De acordo com o titular de Manutenção e Serviços Urbanos, Samuel Oliveira, o principal objetivo foi garantir a fluidez e o escoamento do curso da água, de forma a evitar enchentes e alagamentos com a vinda de períodos mais intensos de chuva. “Essa era uma reivindicação da prefeitura, que, graças ao esforço do prefeito Rodrigo Ashiuchi, fomos atendidos. Tenho certeza que a limpeza vai melhorar o escoamento das águas e consequentemente o fluxo”, garantiu.

Em sua fala, o prefeito ressaltou a importância do serviço, uma das prioridades do primeiro semestre do ano para preservar a segurança dos moradores da região de Palmeiras. “Agradeço à Sabesp e ao Daee pela colaboração, bem como ao deputado estadual André do Prado, que nos deu suporte nas reuniões frequentes que antecederam a execução do serviço, e aos vereadores. Graças ao empenho de todos, agora o curso d’água do Taiaçupeba-Mirim está limpo e sem obstruções”, concluiu.

Rio Guaió

Além do desassoreamento do Taiaçupeba-Mirim, a administração municipal segue realizando acompanhamento e manutenções constantes na extensão de outro rio importante que corta a cidade: o Guaió. Na semana passada, os agentes municipais fizeram a limpeza das valas de drenagem que deságuam no fluxo do rio.

Os trabalhos aconteceram em um trecho de 1,3 quilômetros que passa pelo Jardim Monte Cristo. Os canais ficam abaixo do rodoanel Mário Covas (SP-21) e captam águas pluviais dos bairros para escoar no rio. Na ocasião, as equipes fizeram a limpeza de três valas.

De acordo com Oliveira, os trabalhos são rotineiros, estabelecidos como ações preventivas em cronograma oficial da pasta, visando zelar pela integridade das famílias que moram nas comunidades próximas à margem. “Esta é uma tarefa constante da administração municipal. Nós executamos esse serviço por vários pontos onde há a possibilidade de prejudicar o fluxo da água”, explicou.