MENU
BUSCAR
ANIVERSÁRIO

Centro de Convivência de Suzano completa 3 anos

Setor tem mais de 2,5 mil idosos cadastrados, e oferece mais de 50 atividades durante o ano

O DiárioPublicado em 02/05/2021 às 12:14Atualizado há 11 dias
Foto: divulgação / Prefeitura de Suzano

Capacitação, bem-estar e integração. Esses são alguns pilares que norteiam as atividades do Centro de Convivência da Melhor Idade (CCMI) Maria Picoletti, que no mês de abril celebrou três anos de atuação na cidade. O local, gerenciado pela primeira-dama Larissa Ashiuchi, tem mais de 2,5 mil suzanenses com mais de 60 anos cadastrados, tendo ofertado anualmente mais de 50 atividades e alcançado mais de 30 mil pessoas.

O espaço, localizado no número 1.375 da rua Benjamin Constant, no centro, foi idealizado e entregue em 2017, pelo prefeito Rodrigo Ashiuchi e por sua esposa Larissa, a partir de um olhar mais solidário e humano aos idosos, com o objetivo de proporcionar bem-estar por meio do incentivo a continuidade da busca por mais conhecimento. Para isso, anualmente foram realizadas mais de 50 atividades que estimulam as capacidades cognitivas e motoras dos participantes, como cursos, oficinas, workshops e eventos para entretenimento.

Ações interativas como os Jogos Regionais do Idoso (Jori), o Miss e Mister, a Gincana da Melhor Idade e o Piquenique Musical foram destaques da programação ao longo desses três anos. Assim como os cursos que compõem a grade de capacitações como o de Alfabetização, Aprendendo a usar o celular, Crochê, Bordado, Informática Básica, Violão e entre outros.

Uma outra vertente de atuação do CCMI é a promoção da saúde deste público. “Nós promovemos o cuidado dos idosos em sua totalidade, tanto na saúde física quanto mental. Por meio dos programas Boa Visão, com a ‘Operação Melhoridade’, já beneficiamos mais de dois mil munícipes com exames oftalmológicos, encaminhamento para consultas e entrega dos pares de óculos”, afirma.

Neste momento de pandemia, o público da Melhor Idade tem atenção prioritária para a quarentena e, atualmente, as atividades presenciais estão suspensas. Para mantê-los ativos, no início de 2020, um grupo de voluntários do projeto Lian Gong tomou a iniciativa de confeccionar mantas de lã para serem doadas ao Fundo Social de Solidariedade.

“Além disso, temos centenas de idosos cadastrados que também recebem atividades para casa. Eles nos ajudaram a produzir a árvore de tsuru, fizeram mantas para o ‘Inverno Solidário’, receberam vídeos para exercícios em casa, entre tantas outras ações durante o isolamento social. Após a imunização, queremos dar início à retomada das atividades presenciais de forma gradativa”, explicou.

Para o mês de maio, a expectativa é de que novas aulas do CCMI sejam disponibilizadas semanalmente no canal oficial do Youtube da Prefeitura de Suzano e articuladas para que os alunos possam acessar e consumir os conteúdos de forma fácil e eficiente.

Segundo o prefeito Rodrigo Ashiuchi, esta é uma alternativa para dar continuidade ao grandioso trabalho que vem sendo realizado pelo CCMI. “É necessário nos reinventarmos diante deste momento que estamos vivendo e as aulas on-line são uma forma de proporcionar lazer e distração aos nossos idosos, que estão sentindo muita falta da integração que o centro oferecia”, disse.

Por fim, Larissa fez um balanço sobre a atuação do órgão e parabenizou a todos que participaram da trajetória. “É um orgulho muito grande ver como o CCMI atuou de forma positiva na vida de milhares de idosos de Suzano. Seguiremos unindo esforços para que este público se sinta ainda mais acolhido e valorizado em nossa cidade”, finalizou.

ÚLTIMAS DE Suzano