MENU
BUSCAR
SEGURANÇA

Após tentativa de fuga, Polícia Militar prende casal com drogas em Suzano

Foram apreendidos 68 pinos de crack, 18 pinos de cocaína e R$ 158,60 em espécie; o homem preso já possuía antecedentes criminais por tráfico de drogas

Fábio PalodettePublicado em 06/05/2021 às 15:41Atualizado há 1 mês

Um casal foi preso nesta quinta-feira (6), em Suzano, por suspeita de tráfico de drogas. Foram apreendidos 68 pinos de crack, 18 pinos de cocaína e R$ 158,60 em espécie, em uma sacola escondida na bolsa da mulher, segundo informações da Comunicação Social do 32º BPM/M. Durante a abordagem, o marido teria confessado aos policiais ser o dono dos entorpecêntes e que gerenciava ponto de tráfico nas proximidades

Policiais militares da 4ª Companhia do 32º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano realizavam patrulhamento pela Estrada Takashi Kobata, em Suzano, quando avistaram no contrafluxo da via um veículo com três passageiros, que demonstraram atitude suspeita. O motorista do veículo teria tentado fugir de ré quando notou a aproximação da viatura policial. 

Segundo informações do batalhão, após um breve acompanhamento, a equipe policial abordou os indivíduos no veículo. 

Em uma busca pessoal, foi localizada os entorpecentes, dentro da bolsa da mulher. 

Ao ser indagada, a passageira disse aos policiais que a droga "pertencia ao seu marido e que estava com ela para tentar esconder dos policiais".

"Nesse momento, o marido, passageiro do veículo, assumiu ser o dono das drogas e a gerência de um ponto de tráfico", informou a Comunicação.

Já o terceiro envolvido, o motorista do veículo - que tentou fugir - relatou aos policiais que foi solicitado através de um aplicativo de transportes para prestar serviço e que desconhecia a ação do casal. 

Realizada a pesquisa criminal junto ao Centro de Operações da Polícia Militar (Copom), os policiais militares foram cientificados que o dono das substâncias ilícitas já possuía antecedentes criminais por tráfico de drogas.

Diante dos fatos, todos foram apresentados no Distrito Policial para as providências de Polícia Judiciária, e o casal permaneceu preso.