BENEFÍCIO

Região recebe R$ 87 milhões do Bolsa Família

LEVANTAMENTO Mogi das Cruzes representa 36,2% do valor total recebido pelo Bolsa Família na região. (Foto: Eisner Soares)

No primeiro semestre deste ano, o Alto Tietê somou R$ 87.274.170 disponibilizados para o Bolsa Família. Mogi das Cruzes foi a cidade que recebeu a maior quantia, ficando com R$ 31.655.242 neste período. Salesópolis obteve o valor mais baixo – R$ 599.376,00. Agora, o Governo Federal estuda unificar o recebimento de benefícios no programa Renda Brasil, que receberá todos os atendidos no Bolsa Família, que será extinto.

A nova modalidade, entretanto, ainda vem sendo discutida e não chegou a ser incluída no Orçamento de 2021, que já foi enviado ao Congresso. Enquanto isso, a verba nacional para o Bolsa Família passará de R$ 29,485 bilhões em 2020 para R$ 34,858 em 2021. Já que a estimativa é de que, devido à pandemia do novo coronavírus, 15,2 milhões de famílias se enquadrarão nos critérios para receber o benefício no próximo ano, contra 13,2 milhões em 2020.

Quando for finalizado, o futuro programa, que pretende pagar benefícios à parte dos trabalhadores informais que hoje recebem o auxílio emergencial, poderá ser incluído no Orçamento de 2021 por meio de uma emenda no Congresso. O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o Renda Brasil vai consolidar 26 ou 27 programas sociais e garantiu que o programa reduzirá a desigualdade social, enquanto a desoneração da folha de pagamento ajudará a criar empregos.

Valor do Bolsa Família no Alto Tietê – 2020
Município Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Total
Mogi das Cruzes R$ 5.394.695,00 R$ 5.360.665,00 R$ 5.191.738,00 R$ 5.246.648,00 R$ 5.236.318,00 R$ 5.225.178,00 R$ 31.655.242,00
Arujá R$ 575.110,00 R$ 563.826,00 R$ 550.447,00 R$ 652.606,00 R$ 653.743,00 R$ 652.988,00 R$ 3.648.720,00
Biritiba Mirim R$ 304.762,00 R$ 305.090,00 R$ 298.011,00 R$ 349.745,00 R$ 349.663,00 R$ 349.581,00 R$ 1.956.852,00
Ferraz de Vasconcelos R$ 1.704.844,00 R$ 1.675.491,00 R$ 1.627.373,00 R$ 1.917.466,00 R$ 1.920.598,00 R$ 1.917.592,00 R$ 10.763.364,00
Guararema R$ 377.998,00 R$ 375.778,00 R$ 361.958,00 R$ 368.809,00 R$ 365.717,00 R$ 365.181,00 R$ 2.215.441,00
Itaquaquecetuba R$ 2.408.737,00 R$ 2.398.991,00 R$ 2.571.985,00 R$ 2.771.687,00 R$ 2.773.236,00 R$ 2.769.360,00 R$ 15.693.996,00
Poá R$ 1.344.595,00 R$ 1.347.202,00 R$ 1.289.934,00 R$ 1.306.355,00 R$ 1.306.318,00 R$ 1.302.965,00 R$ 7.897.369,00
Salesópolis R$ 95.834,00 R$ 95.284,00 R$ 93.933,00 R$ 105.029,00 R$ 104.764,00 R$ 104.532,00 R$ 599.376,00
Santa Isabel R$ 315.096,00 R$ 314.906,00 R$ 366.270,00 R$ 373.408,00 R$ 374.404,00 R$ 374.298,00 R$ 2.118.382,00
Suzano R$ 1.678.786,00 R$ 1.660.362,00 R$ 1.623.200,00 R$ 1.925.198,00 R$ 1.920.934,00 R$ 1.916.948,00 R$ 10.725.428,00
Total R$ 14.200.457,00 R$ 14.097.595,00 R$ 13.974.849,00 R$ 15.016.951,00 R$ 15.005.695,00 R$ 14.978.623,00 R$ 87.274.170,00
Fonte: Portal da Transparência do Governo Federal

Entre as dez cidades da região, Mogi representa hoje 36,2% do valor total recebido no Alto Tietê. Durante os seis primeiros meses do ano, a maior quantia disponibilizada para os mogianos foi de R$ 5.394.695, em janeiro. Já a menor foi de R$ 5.191.738, em março. Itaquaquecetuba recebeu o segundo maior valor, ficando com R$ 15.693.996 durante o semestre. O maior valor foi obtido em maio, com R$ 2.773.236 e o menor em fevereiro, com R$ 2.398.991.

Apesar de ser a terceira mais populosa da região, ficando atrás justamente de Mogi e Itaquaquecetuba, Suzano foi a quarta com o maior valor, recebendo R$ 10.725.428,00 divididos de janeiro a junho. Antes dela, Ferraz de Vasconcelos teve R$ 10.763.364, com variação significativa em alguns dos valores mensais. Março, por exemplo, teve a quantia mais baixa, com R$ 1.627.373, enquanto a mais alta foi em maio, quando o município recebeu R$ 1.920.598,00.

Depois dessas quatro primeiras cidades, os valores apresentam diminuição considerável, não alcançando mais a casa dos 10 milhões. Poá obteve um total de R$ 7.897.369 no semestre, com pagamentos que variam de R$ 1.289.934,00 a R$ 1.344.595. Arujá teve quantias que variaram de R$ 550.447 a R$ 653.743 e com isso recebeu R$ 3.648.720 no semestre.

Guararema obteve R$ 2.215.441 no período, enquanto Santa Isabel recebeu R$ 2.118.382. Para Biritiba Mirim foram disponibilizados R$ 1.956.852. Junto de Salesópolis, as três cidades são as menos populosas do Alto Tietê.


Deixe seu comentário