EVENTO

Programação da Festa de São Benedito começa na noite desta quinta-feira

A programação da Festa de São Benedito começa na noite de hoje, com restrição de público e atividades reduzidas devido à pandemia de Covid-19. O bispo dom Pedro Luiz Stringhini celebra a missa de abertura, às 19 horas, no Santuário Bom Jesus, que receberá no máximo 40 fiéis – 30% da capacidade total de público estimada em 130 pessoas -, assim como a novena, que seguirá de amanhã até o dia 3 de outubro. Em seguida acontece o levantamento do mastro. Não haverá quermesse, mas todas as noites serão vendidos pastel e caldos verde e de feijão, que começam a ser preparados na tarde desta quinta-feira, para retirada no salão paroquial.

Segundo o padre Marcos Sulivan Vieira, reitor do Santuário, o evento considerado o segundo maior em público, atrás apenas da Festa do Divino Espírito Santo, é anualmente realizado no período da Páscoa. “São Benedito morreu na segunda-feira após o domingo de Páscoa, mas como a pandemia começou pouco antes desta data, decidimos adiar a festa para o final de setembro e início de outubro, já que em 5 de outubro é comemorado o Dia de São Benedito”, explica, acrescentando que ontem um grupo de voluntários lavou a igreja e a preparou para as atividades.

Na avaliação do padre, é importante manter a agenda, mesmo que em formato reduzido, para preservar a tradição. “A Festa de São Benedito sempre foi mais religiosa que social, então esta parte deve ser mantida todos os anos, por mais que não seja realizada festa na praça. Haverá novena, orações e cantos em latim, benção do santíssimo e distribuição da comunhão. Já no domingo, dia 3, um pequeno grupo carregará o andor de São Benedito e eu levarei as relíquias pelas ruas ao redor do Santuário, abençoando a cidade e pedindo a cura para a Covid-19”, conta.

Porém, sem a quermesse, que sempre atrai milhares de pessoas ao Largo Bom Jesus, não será possível arrecadar os recursos que ajudam na manutenção do Santuário durante o ano. “Na pandemia, os colaboradores deixaram de colaborar, mas no início de setembro, terminamos a obra do telhado e ainda falta pagar R$ 7 mil, então, pretendemos arrecadar este dinheiro com a venda dos pastéis e caldos”, disse o padre.


Deixe seu comentário