INVESTIGAÇÃO

Policiais esclarecem crime em Jundiapeba

O delegado Rubens José Angelo e a sua equipe do Setor de Homicídios de Mogi das Cruzes, com o apoio do seu assistente, o delegado Charlie Wang, esclareceram o assassinato de Welington Flávio Rodrigues, de 41 anos, cometido, às 21h35, de 11 de abril, na estrada Kobayashi, em Jundiapeba, onde residia. O autor do crime é o agricultor João Holanda de Oliveira, de 42 anos.

De acordo com as investigações, João Holanda matou a vítima por acreditar que ele estava furtando alfaces de sua propriedade. A pedido da autoridade o juiz de Direito Davi de Castro Pereira Rio, da 2ª Vara Criminal, do Fórum de Mogi das Cruzes, tornou a prisão temporária em preventiva contra o acusado.

O agricultor João foi preso na lavoura dele, na estrada Kobayashi, removido para a Cadeia de Mogi e já foi transferido para o Centro de Detenção Provisória, onde ontem aguardava pelo seu julgamento.

O SHPP ainda apurou que a vítima Welington já tinha antecedentes criminais por furto e roubo. Antes de ser morto, conforme uma testemunha, ele pediu para o vizinho João Holanda não atirar.

Fatal

A Polícia Civil ainda aguarda o laudo da necropsia feita pelo Posto do IML, em Mogi, para esclarecer a causa da morte de Irian Igor Baltazar, de 19 anos, após sofrer uma convulsão. Ela foi socorrida à Santa Casa nesta segunda-feira, onde faleceu. Segundo a família relatou aos policiais, Irian chegou a sofrer um acidente de trânsito em 2019.


Deixe seu comentário