Entrar
Perfil
ASSISTA

Vídeo registra briga entre jovens após saída de tabacaria no centro de Mogi

Os conflitos, segundo moradores e comerciantes, são frequentes na rua Cel. Souza Franco

Mariana Acioli
18/07/2022 às 14:42.
Atualizado em 19/07/2022 às 18:52

Na madrugada deste sábado (16) uma câmera de segurança registrou uma briga entre jovens na rua Coronel Souza Franco, no Centro de Mogi das Cruzes. O conflito, que segundo o denunciante acontece com frequência, deixou o portão de um estabelecimento amassado e um carro de morador danificado. Nas imagens enviadas a O Diário, é possível observar a confusão por volta das 4 horas da manhã que se estende por vários minutos levando o grupo de jovens de um lado a outro próximo à uma tabacaria, que funciona no endereço.

Um dos responsáveis pela tabacaria, Marcos Alberto de Souza, informou que nas ocasiões quando são registradas brigas é comum os funcionários do estabecimento acionarem a polícia, fato que também foi enfatizado pelo vizinho do local.

O vizinho, no entanto, afirma que os agentes não chegam a atender ao chamado e as confusões não são contidas.

“Os brigões foram pra cima do meu carro, amassaram e arrancaram o retrovisor”, explica Gustavo Lopes Botini Silva sobre os danos ao veículo durante o conflito na madrugada deste sábado (16). Segundo o microempreendedor, ele mesmo chegou a ligar para a polícia duas vezes para que os agentes fossem até a rua para conter e registrar o desentendimento. Porém, não foi atendido.

Nesta segunda-feira (18), Silva se dirigiu à uma delegacia para registrar os danos no veículo. Entretanto, foi informado na ocasião de que o boletim de ocorrências nesta situação não era cabível, já que, os danos não foram feitos intencionalmente, mas sim, por acidente.

Tiago Bruno Ramos, proprietário de um comércio próximo à tabacaria, foi quem forneceu as imagens a O Diário. “No começo do mês fui abrir o portão da minha loja e não conseguia. Depois, vendo as imagens das câmeras, é que descobri que bateram a cabeça de um rapaz no local e isso acabou amassando o portão”, disse Ramos.

As brigas, de acordo com Souza, só acontecem na rua, pois a tabacaria mantém cinco seguranças internos, que impedem os conflitos no espaço que recebe clientes para uso de narguilés.

“Pra quem é de bem e quer sair pra se divertir acaba sendo afetado pelos conflitos que acontecem na proximidade”, admite o responsável.

O Diário solicitou e aguarda posicionamento da Polícia Militar sobre os pedidos de policiamento registrados pelas pessoas ouvidas nesta reportagem. Assim que a posição for encaminhada, o texto será atualizado.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por