MENU
BUSCAR
RESGATE

Vítima de afogamento é resgatada em Santa Isabel; Bombeiros recomendam cuidados em rios e represas

Quatro viaturas dos Bombeiros atenderam o chamado de ‘afogamento em curso’ , no rio Jaguari

Fábio PalodettePublicado em 08/09/2021 às 15:20Atualizado há 20 dias

O Corpo de Bombeiros atendeu um afogamento na tarde desta terça-feira – feriado de 7 de Setembro -, no rio Jaguari, nas proximidades da rua Terezinha de Lima Bueno, altura do número 100, em Santa Isabel. Quatro viaturas foram encaminhadas. A vítima foi localizada e deixada aos cuidados do policiamento, segundo informações fornecidas pela corporação. Casos semelhantes foram registrados no feriado prolongado no Estado, incluindo o resgate de um mogiano, após um dia de buscas em Paraíbuna. 

Os Bombeiros receberam o chamado de ‘afogamento em curso’ às 14h29. Com a chegada do verão e das férias, aumenta o número de pessoas que frequentam cachoeiras, lagos, rios e represas. Mas, para que a diversão seja segura, é preciso alguns cuidados. O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil dão orientações de segurança para evitar afogamentos.

Quanto a nadar em rios, cachoeiras, lagos e represas, o Corpo de Bombeiros não orienta ninguém a buscar essa prática, já que estes locais costumam conter galhos, lixo, lodo e pedras que podem ocasionar acidentes graves.

Paraibuna

Um homem de 36 anos foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros na tarde de segunda-feira (6) na represa de Paraíbuna, no Vale do Paraíba, após as buscas iniciadas no domingo. A vítima estava nadando com a família na tarde de domingo, quando não mais retornou da água, segundo informações do G1 do Vale do Paraíba e Região. Não foi divulgada a identidade da vítima, que residia em Mogi das Cruzes.

Foram horas de muita apreensão para os familiares. Quatro equipes do Corpo de Bombeiros trabalharam nas buscas no domingo e em parte da segunda-feira.

Suzano

Outro caso similar foi registrado em Suzano, na Lagoa Azul, no final de agosto, porém, sem final feliz. Um homem, de aproximadamente 40 anos, morreu afogado enquanto nadava na represa - prática desaconselhada pela Prefeitura.

Há anos, a população de Suzano espera providências para evitar novos afogamentos com mortes na Lagoa Azul, que registra episódios semelhantes nos verões, apesar das placas no local alertando para o risco. A Prefeitura já chegou a colocar cadeados nos portões que cercam o espaço.

A lagoa, que fica nas proximidades da divisa com Mogi das Cruzes, também atrai visitantes de outras cidades.

ÚLTIMAS DE Polícia