MENU
BUSCAR
VIOLÊNCIA

Vídeo mostra abordagem a motorista na Vila Jundiaí, em Mogi; moradores pedem segurança

Imagem revela uma das abordagens a um motorista que, segundo moradores, teve o celular e dinheiro roubados; lideranças pedem rondas policiais e da Guarda Municipal

Eliane JoséPublicado em 09/01/2022 às 12:20Atualizado há 14 dias

Um vídeo encaminhado à redação de O Diário mostra a abordagem de um motorista em um registro de violência que preocupa moradores de Jundiapeba e Braz Cubas. O furto de celulares, cartões e dinheiro tornou-se um dos cirmes mais comentados em redes sociais de moradores e lideranças da região.

Entre as queixas estão a falta de rondas constantes e ações para garantir maior segurança na passagem de pedestres e motos entre a Vila Jundiaí e Jundiapeba, segundo apurou O Diário.

Nas imagens é possível ver a abordagem a um motorista de aplicativos que, segundo uma das lideranças do bairro, que pediu para não ser identificado, ficou sem o celular e dinheiro.

O caso, no entanto, não foi registrado na Polícia, segundo a Secretaria de Estado da Segurança Pública. O Diário buscou informações sobre um possível registro, na data em que o video foi feito, mas não houve um Boletim de Ocorrência sobre a ação.

As imagens mostram as ruas Alberto Alves e Dr. Manoel Gomes Amorim, e sugerem que um dos integrantes do grupo, com uma arma (que não é possível identificar qual) cerca o motorista de um veículo, e sai, pela rua, momentos depois, guardando objetos nos bolsos. (veja vídeo nesta reportagem)

O ex-vereador Expedito Tobias afirma que os relatos nas redes sociais do bairro indicam um aumento dos casos nos últimos meses. Providências são pedidas pelo Conselho de Segurança (Conseg) da região.

Em dezembro, O Diario mostrou que um grupo de trabalhadores foi assaltado por homens que estavam em duas motos, quando esperavam os ônibus fretados para irem trabalhar.

Na semana passada, um suspeito de praticar um outro arrastão registrado em Jundiapeba foi detido pela Polícia (veja reportagem de O Diário).

Os moradores temem represálias. Um deles disse a O Diário que a manutenção do acesso para pedestres entre os dois bairros e a degradação de espaços públicos, como um campo existente no Centro Esportivo da Vila Jundiaí, facilitam a atuação de traficantes e criminosos.

"A gente nota que essa passagem favorece os casos. Outro dia, a Polícia estava atrás de uma pessoa de moto, que saiu pelo acesso, e o carro não conseguiu seguir em frente. Ali, só passa pedestre e moto", disse.

Esse mesmo morador contou que o enteado dele não foi assaltado, na semana passada, enquanto esperava o ônibus para ir trabalhar, porque pegou um coletivo que ia para Mogi, sentido contrário ao dele (o rapaz trabalha em Itaquá), quando notou a chegada de um carro suspeito. "Do ônibus, ele viu uma mulher sendo abordada. Os trabalhadores estão vivendo com medo", disse a fonte, ao jornal.

O morador também cobrou atenção ao centro esportivo que perdeu o alambrado ao redor do campo. "Antes, a comunidade tomava conta das chaves, mas, sem o alambrado, qualquer um pode entrar e a gente teme, inclusive, pelas crianças", comentou.

O Diário questionou a Prefeitura, que admitiu ter ampliado a atuação da Guarda Municipal, o que tem como reflexo alguns flagrantes e prisões. 

Na resposta, o governo muncipal afirma que a Guarda Muncipal "mantém o patrulhamento em todas as regiões do município, em um trabalho conjunto com a Polícia Militar, que tem a responsabilidade primária sobre o policiamento. O trabalho também compreende o monitoramento com câmeras da Ciemp, além de grupamentos específicos, como a Ronda Escolar, Patrulha Rural, Patrulha Maria da Penha, Rondas Ostensivas com Motos (ROMO) e Ronda Ostensiva Municipal (ROMU)".

Outra atribuição é manter a "segurança de prédios municipais, em apoio a outros setores da prefeitura, em ocorrências de trânsito, além de, neste período de pandemia, atuar na fiscalização sobre aglomerações e desrespeito a normas de segurança sanitária".

Sobre os casos de Jundiapeba e da Vila Jundiaí, informa a nota, "a Guarda Municipal já vem reforçando sua presença, com rondas. Além disso, a base da corporação fica no Polo de Segurança, em Jundiapeba. Isso permite um rápido atendimento à região. Um exemplo ocorreu na madrugada desta quinta-feira (6), quando a Guarda Municipal prendeu um homem que furtava cabos elétricos da UBS da Vila Jundiaí.

Por fim, a Secretaria Municipal de Segurança informa que "mantém contato contínuo com os órgãos estaduais de segurança pública, que possuem responsabilidade primária, para a busca da melhoria contínua do serviço prestado à população.

Já com relação ao Centro Esportivo da Vila Jundiaí, a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer informa "que já está prevista uma reforma completa no local, que, infelizmente, sofreu com vandalismo. A previsão é que ainda neste primeiro trimestre, com o término da reforma, seja iniciado um projeto no local para oferecer aos moradores atividades esportivas, culturais e educacionais, em uma parceria entre a administração municipal, o Instituto Burn Up e a comunidade".

Sobre a passarela, a prefeitura lembra que o acesso é para "o tráfego de pedestres e passa por manutenção periódica, para garantir a segurança dos transeuntes. Por ora, não há previsão de implantação de ligação viária".

ÚLTIMAS DE Polícia