MENU
BUSCAR
TRÁGICO

Sem velório, João Victor será enterrado em cemitério de Mogi; feriado teve 3 afogamentos

Vítima de afogamento no feriado prolongado, quando três outros homens morreram pelo mesmo motivo no litoral paulista, corpo do mogiano chegará da Praia Grande para ser sepultado neste domingo (21)

Eliane JoséPublicado em 20/11/2021 às 18:00Atualizado há 9 dias
Arquivo Pessoal
Arquivo Pessoal

O estado avançado de decomposição não permitirá a realização do velório do jovem João Victor Felipe da Silva, que morreu por afogamento no último dia 15, em Bertioga. No final de semana prolongado do Dia da Proclamação da República, o Corpo de Bombeiros da Baixada Santista registrou três vítimas fatais pelo mesmo motivo e mais de 100 resgates do mar.

Os familiares de João Victor seguem devastados com a morte precoce do jovem que tinha 20 anos e era funcionário de uma rede de lanchonetes em César de Souza, bairro onde residia com a família.

Segundo a sogra do rapaz, Roseli Marques Santos,  ele seria pai dentro de quatro meses. A filha dela, Ingrid Santos, está no quinto mês de gestação e precisou de cuidados médicos nos últimos dias durante a dificil espera pelo encontro do corpo do marido e o reconhecimento.

O corpo foi encontrado na praia da Enseada, na quinta-feira (18) e levado para o Instituto Médico Legal para a confirmação da identidade. Somente amanhã será sepultado em Mogi das Cruzes.

O caso

Poucos minutos após chegarem a Bertioga, no final da manhã da terça-feira, feriado da Proclamação da República, Ingrid, o marido, João Victor, o irmão dela, Kauã, de 15 anos, e a namorada, Bianca, de 15 anos, pularam na água.

Como Ingrid está grávida, ela decidiu sair do mar. Roseli também estava no grupo, e lembra que o plano era de passar o dia no litoral.

Por volta do meio-dia, Kauã saiu do mar pedindo socorro porque Bianca, de 14 anos, e João Victor não tinham conseguido se desvencilhar de uma forte onda.

Os salva-vidas foram acionados. Com um bote, conseguiram socorrer Bianca. João Victor seguiu desaparecido até a sexta-feira. Pelas características do corpo, short e o relógio que usava, terminava, ali, a busca para a família.

Feriado

Os feriados prolongados costumam ser os períodos com maior registros de afogametnos e socorro a vítimas resgatadas com vida no litoral paulista.

Levantamento do Grupamento de Bombeiros Marítimos ao G1 de Santos mostra que naquele feriado, três pessoas morreram, uma delas, o mogiano João Victor, e mais de 113 pessoas foram retiradas com vidas do mar.

Um dos feriados mais trágicos ainda é o de 7 de setembro de 2020 quando no Estado de São Paulo, 16 pessoas morreram no Estado, sendo três em represas e o restante todos no litoral.

 Dicas para evitar afogamentos:

1. Nade sempre perto de um guarda-vidas.

2. Pergunte ao guarda-vidas o melhor local para o banho de mar.

3. Não superestime sua capacidade de nadar – 46,6% dos afogados acham que sabem nadar.

4. Tenha sempre atenção com as crianças.

5. Nade longe de pedras, estacas ou píeres.

6. Evite ingerir bebidas alcoólicas antes do banho de mar.

7. Crianças perdidas: leve-as a um posto de guarda-vidas.

8. Mais de 80% dos afogamentos ocorrem em valas:

   • A vala ou corrente de retorno é o local de maior correnteza, que aparenta uma falsa calmaria que leva para o alto mar.

   • Se você entrar em uma vala nada paralelamente a ela até conseguir escapar ou peça por socorro imediatamente.

9. Nunca tente salvar alguém se você não for preparado par fazê-lo. Muitas pessoas morrem desta forma.

10. Ao pescar em pedras, observe antes se a onda pode alcançá-lo.

11. Antes de mergulhar no mar cerifique-se da profundidade.

12. Afaste-se de animais marinhos como águas-vivas e caravelas.

ÚLTIMAS DE Polícia