MENU
BUSCAR
CRIME

Polícia indicia mulher e três homens pelo desaparecimento de Nataly Lily

Segundo o delegado Rubens José Angelo, o crime teria sido motivado por vingança e os acusados estão foragidos

O DiárioPublicado em 18/02/2021 às 15:48Atualizado em 19/02/2021 às 15:39

O delegado Rubens José Angelo, do Setor de Homicídios de Mogi das Cruzes, divulgou detalhes sobre o desaparecimento da transexual Nataly Lily, ocorrido no dia 13 de dezembro, em Mogi das Cruzes.

Segundo o delegado, quatro pessoas foram indiciadas após os esclarecimentos sobre o crime que, segundo a Polícia, foi “arquitetado” por Vanessa Silva Vieira, que está foragida, assim como seus comparsas, Danilo Nascimento Batista, Caio Cleiton Rodrigues Silva e Carlos Renato Rodrigues Silva.

Essa história começou, segundo José Angelo, com um desentendimento entre Nataly Lily e o irmão de Vanessa, que é portador de deficiência auditiva. O rapaz teria sido espancado pela jovem Nataly.

O delegado explicou que Vanessa e Danilo teriam simulado a busca de um programa sexual, em um ponto onde a vítima atuava, no último dia 13, no Distrito de Jundiapeba. Dessa forma, os dois e Nataly, e uma amiga dela, teriam seguido para um terreno, nas proximidades da Avenida das Orquídeas, atrás de uma empresa, onde estavam Caio e Carlos Rodrigues da Silva.

Um deles portava uma arma de fogo. As duas vítimas receberam tiros. A amiga de Nataly conta ter desmaiado e, quando recobrou a consciência, se viu sozinha no local e procurou a Polícia.

Segundo o delegado, o crime foi arquitetado como uma vingança. “Vanessa e Danilo passaram em frente ao local onde Nathaly estava e propuseram um programa. Os quatro foram até um matagal, e ali estavam os dois outros indivíduos, sendo um deles, armado”.

Os quatro já foram indiciados e estão foragidos. “Eles estão trocando de esconderijos, em outros estados, como o Rio de Janeiro, e a Polícia os procura”, disse o delegado.

Durante as investigações, surgiram pistas sobre a localização do corpo da jovem. Buscas foram feitas com o auxílio de cães farejadores, mas nada foi encontrado.

A Polícia informa que seguirá com a procura pelo corpo e agora divulga a identidade do quarteto na tentativa de prender os acusados.

A família de Nathaly busca por respostas desde o dia 13 de dezembro. Relembre o caso.

ÚLTIMAS DE Polícia