Entrar
Perfil
TENTATIVA DE HOMICÍDIO

PM impede assassinato durante "acerto de contas" em Mogi

Após ser espancado, vítima conseguiu fugir do porta-malas do carro em que estava presa e foi encontrada pelos policiais em um terreno baldio, no Parque São Martinho

Heitor Herruso
09/06/2022 às 17:20.
Atualizado em 09/06/2022 às 17:51

Carro em que a vítima estava ficou manchado de sangue (Divulgação - PM)

Os agentes cabo Carvalho e cabo Cavalcante, da 2ª Companhia do 17º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano, salvaram um homem que seria assassinado em um “acerto de contas” em Mogi das Cruzes, nesta quinta-feira (9). A ação aconteceu entre os bairros Conjunto Santo Ângelo e Parque São Martinho. As informações são do Setor de Comunicação do Batalhão. 

A PM fazia uma patrulha preventiva pelo local quando foi informada, via 190, que “três indivíduos estariam colocando um outro no porta-malas de um veículo Ford Fiesta, de cor prata, pela avenida Ricieri Bertaiolli Junior”.

Imediatamente, os policiais foram ao local e encontraram o referido carro na “rua Quatro, ao lado do numeral 14”. Dentro do veículo estavam os suspeitos, que ao serem abordados “narraram que realmente estavam ali para um acerto de contas”.

Eles disseram ainda que um terceiro homem “estaria atrás da suposta vítima, que conseguiu escapar do porta-malas”. Como este último suspeito não foi localizado, foi solicitado o apoio do helicóptero Águia, e as buscas continuam.

A vítima, também do sexo masculino, foi localizada “em um terreno baldio próximo ao veículo”, com “várias escoriações, principalmente na área da cabeça”. Ele foi levado ao pronto socorro da Santa Casa de Mogi das Cruzes e está em observação.

Dando sequência à abordagem, no interior do Fiesta a PM encontrou uma pochete com R$ 3.163,30 e também uma ferramenta do tipo pé de cabra, “que foi usada para espancar” a vítima e ainda dois celulares, que na consulta pelo código Imei não constaram como produtos de crime.

Dinheiro encontrado na pochete que estava dentro do carro (Divulgação - PM)

Os dois suspeitos que estavam no local receberam voz de prisão “pelo crime de tentativa de homicídio” e foram conduzidos à Central de Flagrantes. Eles estão sendo levados à Cadeia Pública de Mogi das Cruzes, enquanto o terceiro continua foragido.

  

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por