Entrar
Perfil
SP

Operação contra a máfia italiana apreende carros de luxo, lanchas, armas e dinheiro em SP

Polícia Civil prendeu 17 suspeitos e recolheu embarcações avaliadas em mais de R$ 1 milhão; grupo era ligado a Rocco Morabito, chefe da Ndrangheta

Agência Brasil
14/09/2022 às 16:07.
Atualizado em 14/09/2022 às 16:07

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
SP

Operação contra a máfia italiana apreende carros de luxo, lanchas, armas e dinheiro em SP

Polícia Civil prendeu 17 suspeitos e recolheu embarcações avaliadas em mais de R$ 1 milhão; grupo era ligado a Rocco Morabito, chefe da Ndrangheta

Agência Brasil
14/09/2022 às 16:07.
Atualizado em 14/09/2022 às 16:07

Carros de luxo, lanchas, armas e dinheiro foram apreendidos nesta terça-feira pela Polícia Civil de São Paulo durante operação contra uma facção criminosa paulista que tem ligações com a N'drangheta, a máfia italiana da região da Calábria. Os agentes também prenderam 17 suspeitos na ação.

Os policiais apreenderam uma frota de 18 veículos de luxo. Nas buscas feitas em diversas marinas da Baixada Santista, os agentes encontraram e recolheram duas lanchas avaliadas em mais de R$ 1 milhão.

Coordenada pelo Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico (Denarc), a terceira fase da Operação "Diagrama de Venn" também apreendeu cinco armas de fogo, quatro quilos de cocaína, R$ 160 mil em dinheiro e mais de dez celulares.

Os alvos da operação foram identificados a partir de uma investigação preliminar, que chegou ao nome do narcotraficante italiano Rocco, chefe da N'drangheta, e conhecido como "rei da cocaína". Os policiais descobriram que ele morou em um apartamento no bairro do Morumbi, na capital paulista, onde foi monitorado e fotografado por agentes na companhia de Vicenzo Pasquino, braço direito do "capo" italiano.

Morabito teve o pedido de extradição apresentado pelas autoridades italianas ao Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Condenado por tráfico internacional de drogas, ele foi extraditado para a Itália em 6 de julho deste ano.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2023É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por