Entrar
Perfil
POLÍCIA MILITAR

Mulher tenta subornar policiais em Mogi e acaba presa, diz PM

Estelionatária carregava RGs com sua foto, mas nomes diferentes, boletos e faturas de compras com essas documentações; Ela tentou oferecer R$ 400,00 para escapar da prisão

Fábio Palodette
13/01/2022 às 17:09.
Atualizado em 13/01/2022 às 17:39

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
POLÍCIA MILITAR

Mulher tenta subornar policiais em Mogi e acaba presa, diz PM

Estelionatária carregava RGs com sua foto, mas nomes diferentes, boletos e faturas de compras com essas documentações; Ela tentou oferecer R$ 400,00 para escapar da prisão

Fábio Palodette
13/01/2022 às 17:09.
Atualizado em 13/01/2022 às 17:39

Uma mulher que estava com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vencida há seis anos e ainda portava diferentes RGs falsificados que eram utilizados para estelionato foi presa na madrugada desta quinta-feira (13), em Mogi das Cruzes. Tentando se livrar da prisão,  a suspeita teria oferecido aos policiais R$ 400,00. O 'plano', porém, não saiu como esperado: o ato caracterizou crime de corrupção ativa e ela foi conduzida à Central de Flagrantes. As informações foram divulgadas pelo setor de Comunicação do 17º Batalhão da Polícia Militar Metropolitana.

O batalhão conta que a abordagem aconteceu na madrugada desta quinta-feira, durante operação bloqueio, quando policiais militares do 17º BPM/M "suspeitaram da atitude da condutora de um veículo modelo Palio", e resolveram averiguar. 

Os agentes realizaram a abordagem. Foi quando a "motorista apresentou um RG e, ao ser indagada, declarou que a sua habilitação estava vencida, momento em que os policiais verificaram que na Carteira Nacional de Habilitação apresentada constava nome diferente do RG apresentado", informou a equipe. Porém após a consulta via COPOM, teria sido confirmado que a CNH estava vencida desde o ano de 2016.

Realizada a busca pessoal, a PM informa que na bolsa da averiguada encontrou diversos RGs com a sua foto, mas, com numerações e nomes diferentes, hollerites referentes a esses nomes, boletos e faturas de compras efetuadas com essas documentações, carnês de empréstimos e contas de consumo. 

Questionada a respeito, "a mulher confessou cometer diversos crimes de estelionato e já ter sido presa cerca de 11 vezes pelo delito", informou o 17° BPM/M, ao acrescentar que "na tentativa de se livrar da prisão, a criminosa ofereceu aos policiais R$ 400,00 (quatrocentos reais), o que caracterizou o crime de corrupção ativa". 

Dada voz de prisão, a infratora da lei foi conduzida à Central de Flagrantes, onde foi elaborado boletim de ocorrência de estelionato, uso de documento falso e de corrupção ativa, ficando a detida à disposição da Justiça.

  

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
Copyright © - 2022 - O Diário de MogiÉ proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuído por