Entrar
Perfil
SENSAÇÃO DE INSEGURANÇA

Mais um caso de roubo é flagrado por câmeras de segurança no centro de Mogi; assista o vídeo

Assaltos e furtos acontecem com frequência cada vez maior na cidade, motivo de insegurança para comerciantes que estão preocupados com aumento do número das ocorrências

Silvia Chimello
15/08/2022 às 17:42.
Atualizado em 15/08/2022 às 19:43

Os furtos e roubos estão deixando os comerciantes de Mogi das Cruzes amedrontados e inseguros. Os casos vêm acontecendo com muita frequência, especialmente no centro, como mostram as imagens gravadas por câmeras de segurança. O aumento da criminalidade está relacionado à falta de policiais nas ruas, na opinião da vítima do vídeo divulgado nesta reportagem de O Diário, que mostra a gerente de uma loja sendo assaltada à mão armada por dois homens, quando fechava o estabelecimento.

“Isso vem acontecendo porque essas pessoas estão percebendo que a cidade está sem policiamento e estão se aproveitando dessa fragilidade para agir. A situação mudou muito nos últimos tempos. Antes a gente via os policiais circulando a pé, de moto e de viaturas, mas agora raramente a gente vê policiais nas ruas. Dá para contar nos dedos”, disse a gerente, que prefere não se identificar por medo represálias.

Ela e as funcionárias que aparecem nas imagens do vídeo trabalham em uma loja que vende móveis planejados e dizem que sempre ficam até mais tarde para atender os clientes. Porém, depois desse episódio que aconteceu no último dia 5 de agosto, dizem que estão com muito medo de manter o local aberto à noite.

O estabelecimento fica na Coronel Souza Franco, com acesso também pela Barão de Jaceguai, onde aconteceu o assalto. A vítima relata que saiu da loja alguns instantes antes das funcionárias fecharem a loja para pegar o carro dela. Quando estacionou o veículo perto para esperar a porta de ferro baixar, os dois homens se aproximaram armados e a obrigaram a sair do carro e deixar celular, carteira e a bolsa.

A ação durou poucos segundos. Quando as funcionárias viram o que estava acontecendo saíram correndo para chamar a polícia. Elas contam que foram até a base policial que está instalada na Praça Oswaldo Cruz, próxima à loja, mas estava vazia.

Quando os policias chegaram, os dois assaltantes já tinham fugido do local. A gerente conta que cerca 20 minutos depois, o rastreador do celular mostrou que o veículo estava em Itaim Paulista. Os policias entraram em contato com a PM de lá e conseguiram recuperar o veículo no dia seguinte.

A gerente conta que os dois jovens, com aparência entre 20 e 22 anos, estavam bem vestidos e não aparentavam ser perigosos quando estavam se aproximando. Os dois usavam máscaras. “Mas eles foram muito agressivos, colocaram a arma na minha cabeça, me puxaram para sair do carro e fizeram várias ameaças”, diz ela.

Estatísticas

As estatísticas mensais publicadas pela Secretaria de Segurança Pública comprovam que as ocorrências estão aumentando. O assunto foi tratado em reportagem publicada por O Diário no sábado, reforçando que esse é um problema que também vem ocorrendo em diversos bairros.

Na última sexta-feira (12), repercutiu na cidade o caso de um delegado de polícia que também foi vítima de assaltantes. Outros episódios aconteceram nesta final de semana no bairro do Rodeio e no distrito de Jundiapeba. Moradores do Parque Olímpico reclamam da ação desses indivíduos próximos ás escolas do bairro, onde 6 furtos e roubos foram registrados em apenas uma semana.

No último mês de junho, a cidade teve uma média diária de 13,8 pessoas que procuraram as delegacias de polícia do município para registrar furtos. Em maio, 439 boletins de ocorrência foram contabilizados como furto, o que daria uma média de 14,6 a cada 24 horas. Em junho, os roubos subiram 46% naquele mês, na comparação com maio. No total deste ano, a SSP aponta 569 ocorrências de roubos e 2.288 furtos diversos na cidade

Na última semana, O Diário solicitou entrevista com responsáveis pela Polícia Militar no município, para falar sobre estratégias de combate ao crime, mas o comando da corporação alegou que o período eleitoral impede a realização de entrevistas.

Desafios

A Secretaria Municipal de Segurança Pública encaminhou nota, também na última semana a este jornal, confirmando que “os desafios da área de segurança pública são crescentes”. Por isso, esclarece que a Administração Municipal “vem adotando uma série de novas estratégias de melhoria da segurança e combate à criminalidade, em parceria com os órgãos estaduais de segurança.

Além disso, a administração municipal informa que está com processo licitatório para a instalação de um novo conjunto de câmeras de monitoramento.

De acordo com a Prefeitura, atualmente o trabalho na área de segurança compreende o monitoramento com câmeras da Ciemp, além de grupamentos específicos, como a Ronda Escolar, Patrulha Rural, Patrulha Maria da Penha, Patrulha Ambiental, Rondas Ostensivas com Motos (ROMO) e Ronda Ostensiva Municipal (ROMU). Cita a volta do programa Atividade Delegada, que irá garantir a manutenção de policiais em ruas do centro e do distrito de Braz Cubas, que vão atuar no horário de folga.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por