Entrar
Perfil
Detido

Guarda municipal que atirou em homem por racismo é preso em Mogi

O prefeito Caio Cunha usou as redes sociais para informar que José Carlos de Oliveira foi encaminhado para a carceragem do 1º DP.

O Diário
30/11/2022 às 08:34.
Atualizado em 30/11/2022 às 12:07

Na manhã desta quarta-feira (30), o prefeito Caio Cunha utilizou as redes sociais para informar que José Carlos de Oliveira, acusado de atirar em Pedro Azpilicueta por racismo, foi preso. No último dia 23, Oliveira – que é guarda municipal em Mogi das Cruzes – atirou três vezes contra a vítima, após uma discussão na porta da casa de Pedro. A tentativa de homicídio foi registrada por uma câmera de segurança.

“Graças ao esforço em conjunto da Polícia Civil e da Guarda Municipal de Mogi das Cruzes ele (José Carlos de Oliveira) foi apresentado hoje no 3º DP, aonde já tinha um mandado de prisão temporária. Ele foi encaminhado para a carceragem do 1º DP e, então, todo processo criminal já está em andamento e também o processo administrativo feito pela corregedoria da Guarda Municipal de Mogi das Cruzes já está acontecendo”, informou o prefeito.

Cunha ainda agradeceu o trabalho da Guarda Municipal e da Polícia Civil e disse que este é um passo para que haja justiça em Mogi e que casos como esse não voltem a acontecer.

Entenda o caso

No último dia 23, Pedro Azpilicueta, de 29 anos, sofreu uma tentativa de homicídio quando estava em frente à sua própria casa. O vizinho dele, o guarda municipal José Carlos de Oliveira, atirou três vezes contra Pedro após os dois discutirem no portão. O homem alega que foi vítima de racismo, já que o GCM ofendia – há tempos – a família de Pedro com xingamentos racistas. Além disso, em vídeos de uma câmera de segurança, é possível ver quando Oliveira joga cascas de banana em frente à casa do vizinho.

"Não era de hoje, isso que é f....E se fosse diferente ? E se eu não pudesse compartilhar isso ou o resto da minha vida? To chei de dor, com um buraco de bala atravessado das costas pra barriga, eai? O que muda? To vivao kraio e vou permanecer assim!", disse Pedro nas redes sociais após ter sido baleado e estar no hospital em recuperação.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2023É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por