MENU
BUSCAR
FISCALIZAÇÃO

Final de semana em Mogi tem pancadões e aglomeração

Entre a última sexta-feira e domingo, a Guarda Municipal recebeu 281 denúncias

Fábio PalodettePublicado em 03/05/2021 às 15:15Atualizado há 10 dias

Pancadões e aglomerações de jovens em plena pandemia seguem desafiando as autoridades de Mogi das Cruzes. Apenas neste último final de semana foram 281 novas denúncias junto à Central Integrada de Emergências Públicas (Ciemp). Deste total, 148 denúncias não eram procedentes. Os dados são da Secretaria Municipal de Segurança. Dois pancadões foram interrompidos, no Parque Monte Líbano e Jardim Aeroporto e cinco aglomerações dispersadas. 

As aglomerações continuam estritamente proíbidas por contribuirém com a proliferação do novo coronavírus. Em abril último, o Alto Tietê viveu o mês mais letal da pandemia de Covid-19

A Guarda Municipal informorma que evitou cinco ocorrências de aglomerações em diferentes pontos da cidade: Parque Monte Líbano/Centro Cívico, Mogilar, Parque Olímpico, Jundiapeba e Jardim Aeroporto III.

Na tarde deste domingo (2), carros com música alta, pessoas sem máscara e sem qualquer distanciamento social incomodaram os moradores do Parque Olímpico, em Mogi das Cruzes. Não bastasse o barulho e a movimentação – que praticamente fechava as ruas – o evento acontecia como se não houvesse pandemia. 

Neste final de semana, de acordo com a pasta, foram registradas 8 autuações, sendo 4 multas por desrespeito à Lei do Silêncio, 2 multas por realização de pancadão e 2 multas a estabelecimentos por desrespeito às regra de restrição para o enfrentamento à pandemia.

Houve Desrespeito à Lei do Silêncio no Jardim Esperança, Jardim Layr, Vila Lavínia e Vila Paulista; realização de pancadão no Parque Monte Líbano e Jardim Aeroporto e desrespeito às regra de restrição para o enfrentamento à pandemia em Braz Cubas e no Centro Cívico, bem do lado da Prefeitura. 

A Guarda Municipal informa ainda que também atuou em outras ações. No final de semana, ocorreram quatro flagrantes de tráfico de drogas, além de dois flagrantes de desrespeito à Lei Maria da Penha.

A população pode auxiliar no trabalho de fiscalização e Guarda Municipal com denúncias pelo telefone 153, da Ciemp.

Por fim, em nota encaminhada para O Diário, Prefeitura de Mogi das Cruzes informa que, neste período crítico da pandemia, "ampliou o número de atendentes do telefone 153 para adequar o atendimento à demanda e proporcionar mais agilidade e eficiência para a população. Durante os finais de semana, este trabalho recebe novo reforço". As ocorrências registradas são atendidas pelas equipes correspondentes, de acordo com o encaminhamento das denúncias.

Nova Mogilar

Frequentadores e vizinhos da praça Assumpção Ramirez Eroles, mais conhecida como praça do Habib’s, no bairro Nova Mogilar, estão usando as redes sociais para reclamar da falta de fiscalização efetiva naquele local, durante o período noturno, especialmente durante os finais de semana. Segundo denúncias, os fiscais existem, mas não tomam medidas para evitar os abusos que ocorrem com frequência naquela região da cidade (leia mais).

ÚLTIMAS DE Polícia