MENU
BUSCAR
SEGURANÇA

Estado nomeia remanescentes da Polícia Civil

Eles ocuparão cargos de delegado, investigador de polícia, agente policial, papiloscopista, auxiliar de papiloscopista e agente de telecomunicações

O DiárioPublicado em 08/01/2022 às 09:32Atualizado há 8 dias
Divulgação - assessoria deputado Estevam Galvão
Divulgação - assessoria deputado Estevam Galvão

O Governo do Estado publicou no Diário Oficial a nomeação dos 378 remanescentes do concurso público para os cargos de delegado, investigador de polícia, agente policial, papiloscopista, auxiliar de papiloscopista e agente de telecomunicações. 

Ainda restam quase 200 nomes a serem chamados. O deputado Estevam Galvão, que abraçou essa causa ao lado dos aprovados, garante que continuará cobrando o governo estadual até que a lista de todos os cargos seja zerada. 

“O déficit é enorme e chamar os remanescentes é menos custoso para o Estado do que abrir novo concurso público, além de mais ágil. Os nomeados agora terão prazo para entrega de documentos e já iniciarão o curso preparatório na Academia de Polícia. A expectativa é que estejam prontos para atender a população ainda no primeiro semestre deste ano”, explicou Estevam. 

As nomeações são frutos de luta do deputado junto à Secretaria de Segurança Pública e ao gabinete do vice-governador, Rodrigo Garcia. “Entendemos a importância do pleito e a grande necessidade de aumento do efetivo não só na Polícia Militar, mas na Polícia Civil também. Segurança é prioridade precisamos continuar trabalhando para avançar ainda mais”, disse o parlamentar. 

Estevam lembrou que na área da segurança, também garantiu a aprovação de emenda ao Orçamento Estadual para a reforma da Academia de Polícia, localizada em Mogi das Cruzes, e que ainda neste ano a população de Suzano contará com uma nova Delegacia Central, mais estruturada e com capacidade de atender a população com qualidade e dignidade.

“Seguimos trabalhando para avançar e garantir melhorias em todos os setores e a segurança pública é uma demais. A nomeação dos aprovados da polícia civil foi uma grande vitória, afinal representa também quase 400 famílias que terão um futuro mais feliz, com emprego e dignidade”, considerou Estevam. 

ÚLTIMAS DE Polícia