Entrar
Perfil
FLAGRA

Em Mogi, pesca irregular no Rio Jundiaí, durante piracema, é flagrada pela Polícia Ambiental

Pesca com uso de tarrafas e outras redes foi vista por um homem; policiais aplicaram multa de R$ 1 mil por infração ambiental

O Diário
20/11/2022 às 11:17.
Atualizado em 20/11/2022 às 13:38

(Foto: Polícia Ambiental/ Divulgação)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
FLAGRA

Em Mogi, pesca irregular no Rio Jundiaí, durante piracema, é flagrada pela Polícia Ambiental

Pesca com uso de tarrafas e outras redes foi vista por um homem; policiais aplicaram multa de R$ 1 mil por infração ambiental

O Diário
20/11/2022 às 11:17.
Atualizado em 20/11/2022 às 13:38

(Foto: Polícia Ambiental/ Divulgação)

Na manhã deste sábado (19), a Polícia Militar Ambiental flagrou um caso de pesca irregular no Rio Jundiaí, em Mogi das Cruzes. O homem responsável recebeu multa de R$ 1 mil, devido ao crime ambiental pela pesca durante a piracema, período em que esta prática envolvendo espécies de peixes em reprodução é proibida. Este período começou em 1º de novembro e vai até 28 de fevereiro do próximo ano. As informações foram divulgadas no portal de notícias G1.

De acordo com os policiais, uma equipe havia sido deslocada para realizar o policiamento na barragem do Rio Jundiaí, por volta das 6 horas, com o objetivo de inibir e combater a pesca irregular.

Foi durante o patrulhamento da equipe que o homem foi avistado da prática de pesca com o uso de tarrafas. O suspeito ainda informou que havia outros tipos de rede em uso e as entregou aos oficiais, segundo as informações do G1.

Após o flagra, foi feito o auto de infração ambiental com base na resolução SIMA 005/21, no artigo 35 caput, que diz: “Pescar em período ou local no qual a pesca seja proibida, resultando em uma multa de R$ 1 mil, podendo ter um acréscimo de R$ 20,00 por quilo ou fração do produto da pesca, ou por espécime quando se tratar de produto de pesca para uso ornamental”.

A Polícia Ambiental reforça a fiscalização contra a pesca de espécies nativas durante a piracema no Alto Tietê, de acordo com o portal de notícias.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2023É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por