Entrar
Perfil
INVESTIGAÇÃO

Corpo é encontrado em mala na Estrada da Volta Fria, em Mogi; Polícia já tem linha de investigação

Delegado seccional de Mogi, Paul Henry Bozon Verduraz, informou que o corpo aparenta ser de uma jovem de 22 anos, grávida, que estava desaparecida desde sexta-feira (17)

O Diário
21/06/2022 às 18:04.
Atualizado em 23/06/2022 às 09:45

(Foto: reprodução / Band)

O corpo de uma mulher de 22 anos, grávida, foi localizado dentro de uma mala que estava jogada à margem da Estrada da Volta Fria - vicinal de Mogi das Cruzes que liga os bairros Ponte Grande e Jundiapeba - na tarde desta terça-feira (21). A Polícia Cívil investiga neste momento a área de mata.

O caso é acompanhado pelo Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) de Mogi e pela Delegacia Seccional do município, que já trabalham para identificar o autor do crime. Uma linha de investigação "está adiantada". 

A mala teria sido avistada por uma motorista de ônibus escolar de Mogi, que dirigia pela via quando a notou à beira da estrada. Ela suspeitou e avisou o marido, que ligou para a PM e conduziu os agentes até o local. 

Ao jornalista José Luiz Datena, para o programa 'Brasil Urgente', o delegado Osvaldo Nico Gonçalves disse que, "através do 181", a 4ª delegacia de Mogi das Cruzes informou sobre o crime. "Ela deve ter cerca de 15 anos. É uma jovem", disse ele, que finalizou a entrevista dizendo que a equipe da PM já estava no "local de mata", assim como a perícia. Mais tarde, o programa informou que a "SHPP já deve entrar no caso e a Delegacia Seccional da região também".

Na sequência, o delegado seccional de Mogi das Cruzes, Paul Henry Bozon Verduraz, disse que "tudo indica que é uma moça que estava desaparecida desde sexta-feira (dia 17), de 22 anos e que estava grávida". De acordo com ele, "a perícia precisa confirmar as informações".

Paul Henry diz que, neste momento, existem três linhas de investigação, sendo que uma delas está "adiantada". "A perícia vai confirmar a identificação da vítima, mas nosso setor de homicídios já está trabalhando. A Polícia Civil está em campo. Vamos procurar estabelecer a autoria desse crime".

Ainda ao Datena, o delegado confirmou que a mulher "teria saído para encontrar alguém". Contudo, deixou claro que "a perícia vai trabalhar para levantar todo o local do crime e assim tentar estabelecer a autoria do crime".

"A família sabia que ela estava grávida. Tivemos essa informação na residência e talvez isso esteja intimamente ligado com o motivo do crime", finalizou ele.

A reportagem solicitou e informações da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), que enviou a seguinte nota, nesta quarta-feira (22):

"O caso foi registrado como homicídio no 4º DP de Mogi das Cruzes, onde é investigado. Diligencias estão em andamento para identificação e prisão do autor. Detalhes serão preservados para garantir a autonomia do trabalho policial".

Já com a PM, a reportagem conseguiu contato telefônico. "Infelizmente a PM tem só dados básicos. Foi um chamado através do 190. Alguém informou que possivelmente havia um corpo no interior mala, o que foi verificado. O chamado foi efetuado por volta das 15h10. Já temos a identifidade dela, mulher de 22 anos e grávida. A perícia e a Polícia Civil estão no local. A moça estava desaparecida desde sexta-feira".

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por