Entrar
Perfil
TRÁFICO

Carga com 1,5t de maconha e armas é apreendida a caminho de Mogi

Polícia Rodoviária Federal do Mato Grosso do Sul encontra 1,5 tonelada de maconha, fuzil, escopeta e carregadores em carga de caminhão que seria entregue em Mogi.

Darwin Valente
21/11/2022 às 09:34.
Atualizado em 21/11/2022 às 09:39

Vistoria resultou no encontro de diversos sacos com maconha sobre a carga de ferro gusa (Divulgação- PRF/MS)

Mogi das Cruzes era o destino da carga de um caminhão, com 1,5 tonelada de maconha, armas de grosso calibre, munições e outras drogas, apreendido pela Polícia Rodoviária Federal, na cidade de Nova Andradina, no Mato Grosso do Sul.

Segundo divulgado pela Polícia, além da enorme quantidade de maconha prensada em tabletes, o caminhão conduzia também um fuzil 556 mm, uma escopeta calibre 12, além de dois carregadores para fuzil e dois de escopeta. Também foram apreendidos  5 kg de haxixe e 6,2 kg de skunk.

Também conhecida como supermaconha, o skunk é uma substância psicoativa de ação perturbadora do sistema nervoso central, produzida  a partir de uma espécie de Cannabis sativa híbrida, ou seja, resultado de cruzamentos de espécies diferentes de plantas do mesmo gênero, mas cultivada de forma diferente, com o objetivo de obter uma concentração maior de THC (tetrahidrocannabinol). O skunk foi desenvolvido em laboratórios holandeses, mas a disseminação das sementes pelo mundo, inclusive vendidas pela internet, é preocupante.

O condutor do caminhão foi preso em flagrante.

Conforme informações da Polícia Rodoviária Federal do MS, os policiais abordaram, no Km 129 da BR-267 (que corta os estados brasileiros de Minas Gerais, São Paulo e Mato Grosso do Sul), o caminhão Scania, atrelado a um reboque, que apresentou pane mecânica na pista da rodovia.

O condutor, segundo a PRF, estava acompanhado de uma mulher e da filha dela, menor de idade. O motorista disse aos policiais que havia carregado o caminhão com ferro gusa, mas acabou dando respostas contraditórias diante da insistência dos policiais rodoviários em continuar lhe fazendo perguntas.

O caminhão e seus ocupantes foram levados para a unidade operacional da PRF mais próxima, onde foi realizada uma vistoria que resultou no encontro de diversos sacos com maconha sobre a carga de ferro gusa.

O condutor acabou confessando que realmente realizava o transporte de drogas, após ser contratado para conduzir a carga de Dourados (MS) até Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo.

A Polícia não divulgou o endereço onde a droga seria entregue, em Mogi.

Mas a vistoria se estendeu para o reboque do caminhão, onde foram encontradas as armas: o fuzil 556 mm, a escopeta calibre 12 de fabricação russa, além dos carregadores para fuzil e escopeta, mais 5 kg de maconha e 6,2 kg de skunk.

Tanto o veículo como o condutor foram encaminhados para a Polícia Civil de Nova Andradina (MS).

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por