INFORMAÇÃO

Pedágio pode acabar sendo beneficiado pela campanha

É preciso não perder o foco do problema, mesmo na pré-eleição

Com as atenções da maioria dos políticos voltadas para as campanhas eleitorais de novembro próximo, não será surpresa se o caso do pedágio da Mogi-Dutra conseguir avançar um pouco mais nos bastidores do atual governo estadual. A preocupação foi manifestada à coluna por representantes de entidades ligadas à cidade e que integram o “Movimento Pedágio, Não!”. Eles estão preocupados que acabe acontecendo com o tal pedágio a mesma estratégia que o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, queria ter adotado em relação a algumas regras ambientais durante o período da pandemia, quando os olhos da imprensa estavam todos voltados para os problemas advindo dos efeitos do novo coronavírus. Ou seja, enquanto todos se concentram nas eleições, o laboratório de maldades da Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp) pode estar agindo celeremente para apressar a aprovação do posto de cobrança a ser implantado no trecho da Mogi-Dutra, na altura da Serra do Itapeti. Exatamente por isso, mesmo com as atividades de campanha a todo vapor, não se pode deixar que tal processo avance distante dos olhos críticos da comunidade que deseja, a qualquer custo, evitar um verdadeiro golpe que o governo estadual tenta aplicar em Mogi das Cruzes e seus moradores, assim como a toda região do Alto Tietê. Não há que se discutir nem duvidar que os efeitos desse pedágio serão desastrosos também para todo o extremo Leste da Grande São Paulo. Por isso, mais que nunca, enquanto os políticos se envolvem, necessariamente, com suas campanhas, é preciso que a sociedade civil organizada, integrante do Pedágio, Não!”, assim como os deputados que não estão obrigatoriamente em campanha, continuem fazendo a sua parte, buscando saber o que realmente está acontecendo com o projeto dentro do governo. É importante que isso aconteça para que todos não venhamos a ser surpreendidos com a inesperada oficialização desse verdadeiro presente de grego que o Estado quer colocar diante dos bolsos de todos os mogianos.

Carreatas

O candidato a prefeito Michael Della Torre (PTC) iniciou, no último domingo, uma série de carreatas que pretende realizar por toda a cidade, durante a atual corrida eleitoral. O distrito de Jundiapeba foi o primeiro local visitado por ele e sua candidata a vice, Dora Carvalho. Na oportunidade, o prefeiturável lançou o jingle oficial de sua campanha e teria ficado surpreso com o carinho manifestado pelos eleitores. A dupla falou muito em “renovação” dos políticos durante os contatos com o público.

Sity na cidade

Aplicativo de mobilidade urbana totalmente brasileiro, a Sity Inc., após os resultados obtidos em São Paulo e Rio de Janeiro, está ampliando sua área de atuação para mais dez cidades paulistas, entre elas, Mogi das Cruzes. O grupo aposta em taxas mais competitivas e melhores condições de trabalho para os motoristas, e conta atualmente com 40 mil profissionais e uma lista de cadastro com fila de espera. Com cerca de 130 mil passageiros no aplicativo, a Sity espera chegar ao final deste ano com 2 milhões, com a atuação nas novas praças.

Candidato

O criador da bandeira de Mogi, professor, médico e cirurgião dentista, Geraldo Sica, vai disputar uma vaga na Câmara Municipal, nestas eleições, concorrendo pelo PSC. Em suas mensagens, na internet, ele se compromete a “manter conduta ética compatível com a mesma que cumpri, durante 40 anos, no exercício do magistério superior, em seis unidades de atendimento, e durante 25 anos, em todos os hospitais de Mogi.”

Acordo

Um convênio firmado com o Albert Einstein Medicina Diagnóstica, de São Paulo, garante ao Hospital Santa Maria, de Suzano, a prestação de todos os serviços de medicina laboratorial pela unidade Einstein do Morumbi. O acordo, em vigor desde o início do mês, inclui ainda equipamentos e biomédicos 24 horas por dia. “Essa parceria mantém o Santa Maria em sintonia com a busca permanente pela inovação, garantindo o melhor em medicina diagnóstica, sendo o único hospital privado do Alto Tietê com a qualidade e segurança do Albert Einstein disponibilizadas aos seus segurados”, afirma Teo Cusatis, da direção Comercial e de Desenvolvimento do Santa Maria.

Frase

A política é a higiene dos países moralmente sadios. A politicalha, a malária dos povos de moralidade estragada.

Ruy Barbosa de Oliveira (1849-1923), jurista, advogado, político, diplomata, escritor, jornalista, tradutor e orador


Deixe seu comentário