GUARDA MUNICIPAL

Patrulha Maria da Penha prende ex-marido suspeito de desobedecer medida protetiva em Biritiba Ussu

EQUIPE ESPECIALIZADA Patrulha Maria da Penha integrada por guardas municipais faz atendimento às vítimas de violência doméstica. (Foto: divulgação – Ney Sarmento – PMMC)

A Guarda Municipal de Mogi das Cruzes deteve mais um homem acusado de desrespeitar medida protetiva de violência doméstica. O acusado já tinha queimado parte do corpo da ex-companheira. O caso aconteceu no distrito de Biritiba Ussu e foi registrado na Central de Flagrantes do 1º Distrito Policial. Foi a segunda prisão do tipo feita pela Patrulha Maria da Penha em menos de uma semana.

Os agentes faziam o patrulhamento nas proximidades da casa da vítima, quando foi informada por ela que o ex-marido vinha descumprindo a medida protetiva e a ameaçando de morte. No período da tarde, os guardas flagraram novo descumprimento e deram voz de prisão ao homem, que, após o registro da ocorrência, permaneceu à disposição da Justiça.

De acordo com as informações disponíveis, a vítima já teve, anteriormente, parte do corpo queimado pelo agressor, que também teria, segundo a vítima, armas de fogo.

“A violência contra a mulher é um problema grave e que precisa ser combatido. A Prefeitura criou a Patrulha Maria da Penha para aumentar a sensação de segurança e garantir a proteção às vítimas”, explicou o secretário municipal de Segurança, Paulo Roberto Madureira Sales.

Semana passada, um homem procurado pela Justiça foi preso por desrespeito à medida protetiva contra a ex-companheira no Jardim Camila.

Criada em abril do ano passado, a Patrulha Maria da Penha acompanha atualmente 390 medidas protetivas encaminhadas pela Justiça e já realizou a detenção de 41 pessoas em flagrante.


Deixe seu comentário