Entrar
Perfil
EDITORIAL

Vacinas chegam em boa hora para o público infantil de Mogi

Levar os pequenos aos aos postos de saúde para serem vacinadas é muito importante, mas é preciso também não descuidar da imunidade dos adultos, pois a pandemia não acabou

O Diário
19/01/2022 às 07:17.
Atualizado em 19/01/2022 às 07:17

(Pedro Chavedar - Prefeitura de Mogi)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
EDITORIAL

Vacinas chegam em boa hora para o público infantil de Mogi

Levar os pequenos aos aos postos de saúde para serem vacinadas é muito importante, mas é preciso também não descuidar da imunidade dos adultos, pois a pandemia não acabou

O Diário
19/01/2022 às 07:17.
Atualizado em 19/01/2022 às 07:17

(Pedro Chavedar - Prefeitura de Mogi)

Neste preocupante momento, em que a cidade assiste, assustada, ao recrudescimento nos casos de contaminação de Covid-19, provocado pelo elevado por de disseminação da variante Ômicron, surge uma notícia altamente positiva: o início da imunização de crianças com idades entre 5 e 10 anos, com vacinas específicas, produzidas pelo laboratório Pfizer.
A vacinação começa justo no momento em que as estatísticas nacionais passaram a indicar um aumento nos casos de contaminação e mortes de crianças alcançadas pelo novo coronavírus e suas variantes, cada dia mais perigosas e transmissíveis.

O indiozinho Myrindju, de 6 anos, da tribo M’Boiji (uma desconhecida aldeia da cidade), portador do Transtorno do Espectro Autista (TEA), primeiro a receber a dose da vacina, abriu caminho para outras 419 crianças, que foram imunizadas somente no domingo (16), assim como para outras que deverão comparecer no próximo sábado (22) em unidades estratégicas de saúde da Prefeitura, preparadas para dar atendimento exclusivo aos pequenos, evitando-se as aglomerações e riscos para filhos e pais.

Carregando...

A princípio, a vacinação estará restrita a crianças portadoras de comorbidades, mas a exemplo do que aconteceu no início da imunização dos adultos, logo passará a ser disponibilizada para as crianças em geral, sem comorbidades, nas próximas fases da vacinação.

Por isso, recomenda-se que as famílias busquem informações junto à Secretaria de Saúde sobre as inscrições para novas fases.

É imprescindível que busquem vacinar seus integrantes, em especial as crianças, aproveitando a disponibilidade de imunizantes produzidos especialmente para elas.

O elevado número de pequenos que compareceu ao primeiro dia da vacinação mostra que a grande maioria dos mogianos não se deixou impressionar pelas teorias negacionistas, infelizmente difundidas até mesmo por autoridades. Justo aquelas que deveriam seguir e propagar os cânones da Ciência e dos cientistas de todo mundo que ressaltam a importância das vacinas para reduzir os drásticos efeitos da Covid-19 e evitar o crescimento absurdo das mortes, verificado até o início das imunizações.

Levar as crianças aos postos é importante, mas é preciso não descuidar também da imunidade dos adultos. 
Infelizmente, um curto período de retração no número de casos de Covid-19, registrado no final do ano, levou muita gente a baixar a guarda e acreditar que a pandemia havia acabado. E que, por isso mesmo, não precisaria mais ser vacinado ou, em outros casos, completar a tríplice dosagem que aumenta consideravelmente os efeitos protetores sobre as pessoas.
A presença da variante Ômicron elevou assustadoramente o número de casos e mostrou que a pandemia aí está a exigir máscaras, álcool em gel, distanciamento e todo cuidado de todos nós.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
Copyright © - 2022 - O Diário de MogiÉ proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuído por