Entrar
Perfil
EDITORIAL

O povo, a fonte real do poder

'Mesmo com agressões, sobretudo as de imoralidade e irresponsabilidade de uma parte da classe política, o país e o estado de São Paulo têm superado tudo isso'

O Diário
28/10/2022 às 15:23.
Atualizado em 28/10/2022 às 18:20

Na política, o disparate dos últimos tempos foi tão agudo que destroçou até a harmonia familiar e social com a divisão entre as cores de A ou B. (Arquivo O Diário)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
EDITORIAL

O povo, a fonte real do poder

'Mesmo com agressões, sobretudo as de imoralidade e irresponsabilidade de uma parte da classe política, o país e o estado de São Paulo têm superado tudo isso'

O Diário
28/10/2022 às 15:23.
Atualizado em 28/10/2022 às 18:20

Na política, o disparate dos últimos tempos foi tão agudo que destroçou até a harmonia familiar e social com a divisão entre as cores de A ou B. (Arquivo O Diário)

Em clima controverso, mais de desilusão e desesperança do que qualquer outro sentimento, e fortemente caracterizado pela divisão ideológica e a intensificação da polarização entre a direita e a esquerda no País, porém, importantíssimo e sagrado frisar, sob a garantia do estado do direito democrático, o Brasilescolherá o seu 39º presidente desde a instalação da República, em 1889, e São Paulo, o 64º governador do Estado. 

A eleição é a razão de ser da democracia, sistema de governo baseado no conceito de que a soberania pertence ao povo - formado por cidadãos que detêm o poder de escolher um representante para gerir o estado. 

 É por meio do voto que esse regime se cristaliza. O sufrágio decide pela continuidade de uma gestão, de um presidente ou governador reeleito, ou escolhe outro nome para representá-lo.

Fosse esse um processo ordinário, nas últimas semanas, o eleitor estaria analisando planos de governo, ideias e promessas de atuação. Não foi o aconteceu com a verdadeira artilharia de horrores construída por fake news, a troca de acusações entre os candidados e, em alguns lances, ameaças ao que o fim da ditatura militar e a redemocratização garantiram ao Brasil nos últimos 37 anos. 

Na política, o disparate dos últimos tempos foi tão agudo que destroçou até a harmonia familiar e social com a divisão entre as cores de A ou B. 

Mesmo com agressões brutais e até criminosas, sobretudo as de imoralidade e irresponsabilidade de uma parte da classe política, o país e o estado têm superado tudo isso. Muitas vezes, com custos sociais severos (o avanço da fome, da desigualdade social e aniquilamento de minorias). 

A pandemia deu lição. Diante da cruzada anti-ciência, a maior parte dos brasileiros agiu pelo melhor para todos: se vacinou, se isolou quando foi mais preciso. Isso nos alenta.

No exercício da defesa da democracia, este jornal se esforçou para apresentar aos mogianos as propostas dos dois candidatos ao governo Estado, Fernando Haddad e Tarcísio de Freitas. 

O Diário segue convicto sobre a sua missão de entregar ao leitor um serviço de comunicação isento e plural. Nesta campanha, apresentou o perfil e os planos dos dois candidatos a governador e explorou cobranças e demandas locais e regionais que dependerão do escolhido a partir de 2023.

A expectativa é por eleições tranquilas neste domingo, a garantia da liberdade de escolha e o respeito ao resultado das urnas. Seja reeleito Bolsonaro ou eleitos Lula, Tarcísio ou Haddad.

A sociedade é um corpo em transformação. Nesse aspecto, vale ler o artigo “A soberania real de um povo é a fonte real do poder”, assinado pela ministra Rosa Weber, presidente do Supremo Tribunal Federal em 3 de outubro deste ano, de onde pinçamos uma fala pertinente sobre esse atual período - “O estado democrático de direito, cerne da República, com suas ideias nucleares de liberdade e responsabilidade, nunca é uma obra completa. É ponto de partida, na observação arguta de (o jurista português José Joaquim) Canotilho, assim, com a democracia, conquista diária e permanente, que se aperfeiçoa por meio da evolução do Estado Democrático de Direito, a cada dia desafiado”.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por