Entrar
Perfil
OPINIÃO

Estrada velha de Sabaúna

Espera pela recuperação da estrada velha de Sabaúna é um dos piores capítulos sobre as obras mal feitas em Mogi das Cruzes

O Diário
15/06/2022 às 15:43.
Atualizado em 16/06/2022 às 11:06

Estrada velha de Sabaúna espera por obras desde a entrega do asfalto que logo se deteriorou por falta do sistema de drenagem (Divulgação/CMMC)

O asfalto que cobriu o piso de terra batida da estrada velha de Sabaúna, em 2008, não resistiu às primeiras chuvas e em muito pouco tempo começou a se desfazer. Desde aquele ano, a pressão feita por moradores, políticos e até mesmo o Ministério Público não conseguiu reverter um dos piores capítulos sobre obras mal feitas em Mogi das Cruzes.

Os moradores de Sabaúna são testemunhas dos efeitos do projeto executado, naquele período, com um recurso de R$ 1,3 milhão, sem o básico do básico: os serviços de drenagem que serviriam  para conter os estragos provocados pelas chuvas. Rasgos na estrada sem asfalto, ondulações e depressões em determinados trechos foram mitigados, desde então, por serviços paliativos.

Opção para encurtar o caminho até o distrito de Sabaúna, essa estrada tem 6,7 quilômetros e passou a ser ainda mais conhecida por ser praticamente o ponto de partida dos peregrinos e ciclistas que cumprem a Rota da Luz, um caminho alternativo à rodovia Presidente Dutra para se chegar a Aparecida do Norte.

Quando o asfaltamento chegou, a obra foi comemorada pelos moradores que passariam a contar com um caminho alternativo à Mogi-Guararema. Durou muito pouco a felicidade. Na verdade, durou apenas até o período das chuvas. Outra situação flagrante foi a má qualidade do asfalto ali despejado.

Reclama daqui, reclama dali, explicações foram cobradas por vereadores, comissões, imprensa e até pela Promotoria Pública, por causa do mal uso do dinheiro público - a obra teria de vir acompanhada da estrutura para a drenagem das águas. Tudo ficou por isso mesmo. 

Lá se foram 14 anos. Sem recursos para a obra, as gestões após a administração Junji Abe não aplicaram dinheiro nos reparos e nem priorizaram o atendimento dos pedidos de Sabaúna.

A expectativa lançada pela aprovação, na Câmara, do projeto firmado entre a Prefeitura e o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) é grande.

Estrada muito usada por turistas será recuperada com recursos do Estado (Arquivo O Diário)

O anúncio da recuperação da pista reaviva a esperança por dias melhores para os motoristas que transitam pela avenida Romilda Pecorari Nor - nome oficial do caminho antigo para Sabaúna.

Nestes 14 anos, os demembramentos de imóveis trouxeram mais moradores para a via - sobretudo, na proximidade com a área central do distrito. 

Além das famílias de Sabaúna, a melhoria viária também atenderá os visitantes que começam a Rota da Luz em Mogi e têm, quando chegam nessa estrada, os primeiros contatos com as belezas da região rural do roteiro de fé e turismo de aventura e esportivo.

Já não era sem tempo apagar esse mal passo dado pelo governo municipal no mesmo período que uma outra via, tambem sem drenagem, ganhou o asfalto: a avenida Miguel Gemma, entre Socorro e o Conjunto Toyama, que até hoje sofre com o piso deformado e espera por solução definitiva.

Será importante a sociedade organizada acompanhar a obra de reparo na estrada velha porque o plano, para fazer valer o dinheiro investido ali, terá de ser acompanhado pela correção do sistema de drenagem. É isso ou tempo e recurso público serão puro desperdício novamente.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por