Entrar
Perfil
TRANSPORTE FERROVIÁRIO

Com vontade, o trem anda

Sem fechar a passagem de pedestres da rua Dr. Dedoato, a CPTM conseguiu atender à “mais movimentada linha da capital paulista, promovendo a redução do tempo médio de viagem em 10%, de 70 para 63 minutos.

O Diário
27/04/2022 às 08:13.
Atualizado em 27/04/2022 às 08:13

Viagens estão mais rápidas e acordo garantiu a manutenção do acesso na Dr. Deodato aberto em Mogi até construção de passarela (Eisner Soares)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
TRANSPORTE FERROVIÁRIO

Com vontade, o trem anda

Sem fechar a passagem de pedestres da rua Dr. Dedoato, a CPTM conseguiu atender à “mais movimentada linha da capital paulista, promovendo a redução do tempo médio de viagem em 10%, de 70 para 63 minutos.

O Diário
27/04/2022 às 08:13.
Atualizado em 27/04/2022 às 08:13

Viagens estão mais rápidas e acordo garantiu a manutenção do acesso na Dr. Deodato aberto em Mogi até construção de passarela (Eisner Soares)

As primeiras notícias divulgadas pelo governo de Rodrigo Garcia (PSDB) sobre a redução do tempo médio da viagem da Linha 11-Coral, entre as estações Luz e Estudantes, em Mogi das Cruzes, são positivas e atendem às necessidades dos moradores da região do Alto Tietê: um transporte mais rápido, em melhores composições e antenado com a força do transporte de massa e ferroviário para a mobilidade urbana na Região Metropolitana de São Paulo.
Sem fechar a passagem de pedestres da rua Dr. Dedoato, a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), conseguiu atender à  “mais movimentada linha da capital paulista, ligando o centro da cidade à região do Alto Tietê, percorrendo um trajeto de 50,5 quilômetros com a redução do tempo médio de viagem em 10%, de 70 para 63 minutos. Isso é muito bom porque melhora a qualidade de vida de milhares de pessoas dependentes do trem para trabalhar ou estudar.
Apenas para comparar,  a eficiência dos trens, quando interferências estruturais são vencidas, uma viagem de ônibus feita por moradores, trabalhadores e estudantes entre Mogi das Cruzes e Guararema  pode levar cerca de uma hora, em trajeto de  31 quilômetros.
 Ajustes operacionais como correções de raios de curva, sinalização no trecho próximo à Estação Mogi das Cruzes e a padronização da frota com os trens da série 8000 foram concluídos, segundo Paulo Henrique Mota, gerente de Circulação de Controle Operacional, em material divulgado nesta terça-feira (26) sobre o aumento da velocidade média de 43,58 km/h para 48,42km/h. 
A esse detalhamento técnico, deve-se juntar a decisão política demonstrada pelo governador que assumiu o cargo em dezembro e virtual candidato ao Palácio dos Bandeirantes logo após pressão popular e política  contra o fechamento do acesso de pedestres no centro, uma medida que, anteriormente, diretores da CPTM insistiam em dizer que era necessária para ofertar viagens mais rápidas.
As intervenções permitirão o aumento da velocidade em trecho entre Poá e Ferraz de Vasconcelos (de 70 para 90km/h; e entre Mogi e Estudantes (que sobe dos 50 para 90km/h).
 Após o fim da baldeação, antes da pandemia, esse tempo de viagem poderá marcar a retomada da circulação a trabalho, passeio ou compromiso entre São Paulo e o Alto Tietê.
Óbvio que, tudo isso, precisa ganhar um clássico: “A conferir”.
No entanto, o usuário deverá notar a determinação usada para se chegar menos tempo gasto pelo cidadão dentro do transporte público.
O anúncio antecede período em que o governo do Estado estará mais focado em dar visibilidade aos feitos administrativos. Regionalmente, no entanto, marca território como uma estratégia de gestão mais próxima da população, algo citado na recente visita pelo governador Garcia a Mogi das Cruzes. 

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
Copyright © - 2022 - O Diário de MogiÉ proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuído por