Entrar
Perfil
LEI E CIVILIDADE

A segurança nas praças de Mogi

O desrespeito às leis do silêncio e do som alto de veículos ocorre de tempos em tempos, com a migração, inclusive, de endereços usados por quem viola essas regras sociais

O Diário
14/09/2021 às 07:28.
Atualizado em 14/09/2021 às 07:28

Guarda Municipal fiscaliza a Praça dos Enfartados após reclamações (Arquivo Pessoal)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
LEI E CIVILIDADE

A segurança nas praças de Mogi

O desrespeito às leis do silêncio e do som alto de veículos ocorre de tempos em tempos, com a migração, inclusive, de endereços usados por quem viola essas regras sociais

O Diário
14/09/2021 às 07:28.
Atualizado em 14/09/2021 às 07:28

Guarda Municipal fiscaliza a Praça dos Enfartados após reclamações (Arquivo Pessoal)

Após várias semanas de seguidas reclamações de moradores da região da Praça Francisca de Campos Mello Freire, conhecida popularmente como “Dos Enfartados”, a presença de uma equipe da Guarda Municipal atendeu ao que se espera: não foram registradas aglomerações e nem o som alto, durante a noite, e nem as marcas de vandalismo e sujeira, como as garrafas quebradas entre os bancos do espaço público.
A mudança de estratégia - a presença da Guarda Muncipal - atendeu ao que as famílias vinham reivindicando. Anteriormente, a fiscalização acontecia, mas não conseguia inibir a quebra das regras do Plano São Paulo, ainda em vigor apesar do abrandamento das regras, e da Lei do Silêncio, que proíbe o som alto na madrugada.
Segundo a Guarda Municipal, o mesmo esquema de segurança foi adotado na rua Casarejos, no Mogilar, outro ponto de conflito entre moradores e as pessoas que se reúnem em espaços públicos nas noites de sexta-feira e sábado.
Manter uma viatura nesses espaços configura-se como resposta pontual a um problema que não se encerra de maneira tão simples. O desrespeito às leis do silêncio e do som alto de veículos ocorre de tempos em tempos, com a migração, inclusive, de endereços usados por quem viola o ordenamento público e as regras de civilidade e convívio social.
 A política de segurança pública  requer a criação e desenvolvimento de ações preventivas, ostensivas e administrativas. 
Chamamos atenção para esta última face que requer pulso constante do governo municipal. Sem a aplicação de multas, identificação dos autores deste tipo de infração e até a alteração de valores e sanções mais pesadas, a impunidade  estimula esse comportamento. Melhor seria a conscientização, mas mesmo na pandemia, o que vinha acontecendo, revela que a  cidade está longe deste ideal.
A Secretaria Municipal de Segurança acerta ao se posicionar firme contra um conflito que, no caso da Praça dos Enfartados, já tinha saído do controle, com o registro de uma agressão relatada por um morador e a sequência de depredações e vandalismo daquele patrimônio público.
Manter um carro da Guarda Municipal, ali, não garantirá o final desses episódios, porém, essa estratégia demonstra que a Prefeitura não irá tolerar esse tipo de baderna e desrespeito às leis.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por