MENU
BUSCAR
EDITORIAL

Ação em Rede

"O cadastro de empregos da AGFE vai abastecer os serviços de RH, bem como manter um canal exclusivo com os interessados nos empregos gerados em Mogi"

O Diário Publicado em 07/01/2022 às 14:43Atualizado há 13 dias

Um resultado prático da atuação de 20 empresas associadas à Agência de Fomento Empresarial, a AGFE, será a abertura de uma nova frente de pesquisa e de dados sobre o emprego em Mogi das Cruzes. Algo que começa a cristalizar os objetivos e missão dessa entidade criada em meados do ano passado.

A AGFE lança, ainda neste mês, uma plataforma online exclusiva de empregos com a lista de todos os cargos gerados por grandes empresas nas áreas da indústria, comércio e prestação de serviços da cidade.

Essa novidade faz parte do projeto Ação em Rede, lançado hoje em parceria entre o jornal O Diário, a TV Diário e a AGFE, com o objetivo de valorizar a indústria, elevar a qualificação profissional e combater realidades como o crescimento da geração nem, nem, termo usado para identificar os jovens brasileiros que não estudam e nem trabalham. Há um crescimento constante desde 2012 dessa população, segundo pesquisa do IDados. Hoje, 12,3 milhões de pessoas com idade entre 18 e 29 anos não procuram trabalho, e nem estudam. Em 2019, antes da pandemia, o percentual era de 27% dos jovens brasileiros, em 2021, o percentual cresceu e bateu a casa dos 30%. 

Aberto aos trabalhadores, que poderão registrar seu currículo e interesse por essas vagas, esse cadastro irá detalhar quais são as 600 funções que mantêm os cerca de 24 mil empregos criados por essas empresas, o que corresponde a um quarto da população economicamente ativa, estimada em 101 mil pessoas, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O objetivo desse cadastro de dados será abastecer os serviços de Recursos Humanos dessas empresas, bem como manter um canal exclusivo de comunicação com o mogiano interessado em trabalhar perto de casa, com a possibilidade de orientar esse “futuro” colaborador sobre quais cursos, capacitações e graduações vão potencializar o currículo para as vagas existentes e os novos empregos que estão e vão surgir.

Essa plataforma surge da necessidade de se tratar de situações como a falta de mão de obra especializada e favorecer o enfrentamento da desqualificação profissional e a fuga de talentos (e, por consequência) de renda, impostos e de geração de empregos indiretos na própria cidade.

O apagão de mão de obra - efeito do desmonte e desacertos das políticas públicas para a educação e emprego, une a AGFE, o jornal e a TV Diário nesse projeto que parte das discussões internas entre executivos e agentes de RH para o  trabalho, uma Ação em Rede. Um canal  no site de O Diário vai registrar e atualizar essa jornada.

O Ação em Rede é uma iniciativa empresarial legitimada pela força da sociedade civil organizada como vetor da transformação social e do desenvolvimento econômico.

ÚLTIMAS DE Editorial