Perseu Gentil Negrão

Hoje amanheci cantarolando a canção “Please Mister Postman”, gravada por “The Beatles” e também por “The Carpenters”. “Mister Postman… I"ve been waiting such a long long time (Senhor Carteiro…Fiquei esperando por muito muito tempo” (The Beatles).

Fiquei imaginando que a música não poderia ter sido escrita no Brasil atual, pois seria praticamente impossível ficar esperando o carteiro.

Só na semana passada, tive 2 problemas com os Correios. Há 1 mês adquiri uma bermuda, para enfrentar o calorão. Como estava demorando a chegar, fui verificar no “site” da loja e constatei que a mercadoria estava na Agência Central dos Correios em Mogi das Cruzes, aguardando a retirada. Provavelmente, o eficiente Correio deve estar alegando que não havia ninguém em casa para receber a encomenda (como assim, se não saio de casa há meses?). Desgraça pouca é bobagem. Comprei um chinelo, mas o maldito vendedor entregou errado (cor e número). Reclamei e recebi a mensagem que eu deveria ir aos Correios, enviar a mercadoria para ter meu dinheiro de volta. Nos 2 casos, optei por arcar com o prejuízo. É impossível ir à agência dos Correios em Mogi das Cruzes, pois as filas são imensas. Aquilo sim é um verdadeiro “covideiro”. Resumo: graças ao péssimo serviço dos Correios estou com uma bermuda rasgada e um chinelo com a tira amarrada com arame.

E pensar que o serviço de Correios foi orgulho nacional.

Lembrei da minha infância. Minha avó alugava uma caixa postal e, durante um período, “contratou-me” para ir diariamente aos Correios, buscar as correspondências, que vinham pelo trem – transporte que foi sucateado e, posteriormente extinto. Mesmo triste o destino dos Correios.

Depois, para prejuízo do meu bolso infantil, minha avó deixou de ter a caixa postal, mas as correspondências eram entregues regularmente pelo carteiro. Como era uma cidade pequena, nas cartas, não era necessário colocar o endereço. O carteiro entregava pelo nome.

Em pleno Século XXI o brasileiro compra uma mercadoria pela internet, mas os Correios não entregam…

Ainda bem que os “Beatles” moravam na Inglaterra, pois se fosse no Brasil, não teriam composto a música “Please Mister Postman”, porque estariam esperando o carteiro até hoje.

Perseu Gentil Negrão é procurador de Justiça do Ministério Público de São Paulo