Entrar
Perfil
PONTO DE VISTA

Trânsito complicado, sempre

'Muitos bairros têm seus gargalos dificultando a fluidez do tráfego. São locais comprometidos pelo traçado das vias, mas também por conta de uma ordenação que não atende as demandas'

Por Laerte Silva
08/09/2023 às 13:40.
Atualizado em 10/09/2023 às 14:27

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
PONTO DE VISTA

Trânsito complicado, sempre

'Muitos bairros têm seus gargalos dificultando a fluidez do tráfego. São locais comprometidos pelo traçado das vias, mas também por conta de uma ordenação que não atende as demandas'

Por Laerte Silva
08/09/2023 às 13:40.
Atualizado em 10/09/2023 às 14:27

Se tem uma coisa que incomoda e muito, é o trânsito nos seus horários de pico. Mas não pelo horário pura e simplesmente, pois é comum em todas as cidades, mas sim a desorganização que ele revela pelas escolhas ruins de uma prefeitura.

E some-se a isto a inoperância dos agentes de trânsito que deveriam justamente estar a postos nos momentos críticos diários, especialmente nas localidades próximas às escolas, onde as costumeiras filas duplas e estacionamentos irregulares correm soltos.

Mogi das Cruzes sofre com isso todos os dias, em vários pontos, muitos bairros têm seus gargalos dificultando a fluidez do tráfego. São locais comprometidos pelo traçado das vias, mas também por conta de uma ordenação que não atende às demandas e permite congestionamentos.

Não é de agora que O Diário traz reportagens sobre os abusos cometidos em Mogi das Cruzes por motoristas que estacionam seus carros sobre as calçadas sem que exista fiscalização, do que, entre outros pontos, a avenida Capitão Manoel Rudge é o grande exemplo. As denúncias não surtiram efeito, a resposta municipal é protocolar.

E ainda em outro exemplo de desorganização, tomemos a rua Sérgio Plaza justamente no cruzamento com a Manoel Rudge, com dois estabelecimentos escolares próximos. A via que tem proibição de estacionamento quadras acima, antes do semáforo para não estrangular o trânsito, justamente onde mais precisa de fluidez, isto é, no cruzamento, é permitido estacionar de um lado e ocorrer o embarque e desembarque de alunos no outro lado da via, criando um gargalo enorme.  

A permissão de uso dos dois lados da rua no trecho acaba mostrando não ter sentido  a proibição de estacionamento quadras acima, se justamente onde fica mais congestionado o tráfego o funil se forma. Deveria ser proibido o estacionamento do lado esquerdo no trecho final das escolas, quem usa a via percebe isso fácil, mas a Prefeitura...
Bem, obviamente este é um singelo exemplo de um quadro que se tem em vários bairros e locais de grande comércio na Cidade, mas a ordenação do trânsito, ou sua falta, acaba por mostrar deficiência na fiscalização e falta de um olhar técnico que ofereça respostas por parte da Prefeitura.

Exemplos como o acima temos em todos os cantos, mas, lamentavelmente, a Prefeitura de Mogi das Cruzes deixa a desejar, primeiro não fiscalizando os abusos nas calçadas, e em segundo lugar porque não dá conta de solucionar os problemas viários.   

Laerte Silva é advogado 

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2023É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por