Entrar
Perfil
ARITO

Os pets e as compras

'O amor pelos animais e o zelo por eles não afastam, contudo, a responsabilidade em respeitar as “regras” de boa educação e convivência com as demais pessoas que frequentam shoppings'

Laerte Silva
07/01/2023 às 07:04.
Atualizado em 07/01/2023 às 07:41

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
ARITO

Os pets e as compras

'O amor pelos animais e o zelo por eles não afastam, contudo, a responsabilidade em respeitar as “regras” de boa educação e convivência com as demais pessoas que frequentam shoppings'

Laerte Silva
07/01/2023 às 07:04.
Atualizado em 07/01/2023 às 07:41

Hoje em dia a relação das pessoas com seus bichos de estimação é muito diferente, tanto é verdade que as lojas especializadas vendem uma diversidade de produtos para o cuidado dos pets, especialmente gatos e cachorros.

A relação dos tutores e seus animais, por exemplo, hoje comporta discussão sobre a guarda destes em casos de divórcio, considerando-se que para alguns o animal de estimação é como membro da família diante do carinho e amor que os tutores dedicam aos seus pets.

Os laços afetivos de fato colocam os animais num patamar diverso do que foi no passado e o assunto deixou de ser algo banal, os direitos dos animais contra os maus tratos e o seu bem estar estão entre atenções atuais.

Esta visão em relação aos animais criou uma situação interessante, isto é, os shoppings permitiram que os donos fossem fazer compras com os pets, criando espaços dedicados também. Cães e gatos presentes como se estivessem nas ruas passeando com seus donos, circulando pelos shoppings conforme algumas regras e segundo o porte do animal.

O amor pelos animais e o zelo por eles não afastam, contudo, a responsabilidade em respeitar as “regras” de boa educação e convivência com as demais pessoas que freqüentam shoppings. Algumas condições são particularmente importantes para evitar constrangimentos. O animal não escolhe o momento de fazer suas necessidades, assim, levá-lo para uma caminhada e se aliviar antes de ir a um shopping é uma boa pedida.

Em Mogi das Cruzes, esta semana, no shopping da Cidade, andava pelos corredores uma senhora com seu cão, o qual, a cada coluna que encontrava fazia seu xixi sem preocupação. Do ponto de vista do animal, tudo normal, mas o pior é que isso se dava sem qualquer atitude de sua dona que simplesmente olhava o fato como se estivesse com seu cachorro numa rua qualquer.

Pois bem, no caso acima, num ambiente relativamente fechado em que o asseio máximo é uma orientação, para não falar da segurança, e porque conta com crianças e também idosos que podem escorregar no xixi do pet, seria muito bom que a administração do local ficasse atenta a esse desagradável fato. Já que para alguns donos não há bom senso, nem mesmo para chamar alguém da limpeza, o que é lamentável, é preciso atitude da gestão do centro de compras.

Laerte Silva é advogado

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2023É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por