Entrar
Perfil
ARTIGO

Democracia

A palavra democracia rola solta na boca suja de muitos políticos que não a respeitam, dão a ela o tom que lhes convêm, por isso a classe política é tão desacreditada

Laerte Silva
13/08/2022 às 08:03.
Atualizado em 13/08/2022 às 08:03

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
ARTIGO

Democracia

A palavra democracia rola solta na boca suja de muitos políticos que não a respeitam, dão a ela o tom que lhes convêm, por isso a classe política é tão desacreditada

Laerte Silva
13/08/2022 às 08:03.
Atualizado em 13/08/2022 às 08:03

No último dia 11 foi destaque o ato em defesa da Democracia, nutrido na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), onde leu-se a Carta aos Brasileiros, a qual atingiu um milhão de assinaturas unindo personalidades do capital, trabalho, acadêmicos, organizações sociais e muitos mais.  O ato no Largo São Francisco em São Paulo teve importante simbolismo e remete à reflexão de que o Brasil tem instituições que devem ser respeitadas nas suas atribuições e competências e que discursos agressivos e sugestivos de ruptura não cabem.
A palavra democracia rola solta na boca suja de muitos políticos que não a respeitam, dão à ela o tom que lhes convêm, por isso a classe política é tão desacreditada. Há muitos políticos que podemos acreditar, mas o país sofre com as negociações legislativas que tratam de interesses que não ajudam a nação e tornam-se moeda de troca por votos e indicações a cargos públicos.

A política nacional infelizmente se desvaloriza com atitudes de candidatos que se colocam como balaústres da moral, contudo, ou tem um passado ruim ou presentemente não merecem confiança.  Ideal seria que o período eleitoral permitisse o debate de ideias, que é o que se espera dos que se apresentam aos vários cargos públicos. Candidatos a deputado, senador, governador e à presidência da República deveriam sempre, independentemente de partido, apresentar propostas, suas fundamentações, mas alguns preferem o ataque vazio e banal.
Não devemos ingenuamente achar que ataques não haveriam, pois de certo modo faz parte da disputa eleitoral, porém, quando se discute o próprio processo eleitoral que já serviu a muitos por longos anos porque não se tem o que falar de propositivo, isto realmente ofende a inteligência.

O Estado democrático de Direito com a ampla participação política de todos e a liberdade de expressar ideias são muito caros para o país, e não podem ficar à reboque de ideologias anacrônicas.  Bem por isso que o período eleitoral deve ser observado como aquele em que as máscaras devem ser tiradas de candidatos que se arvoram de salvadores.

Muito se tem dito sobre o respeito ao processo eleitoral instalado no Brasil que que atende a políticos com vários mandatos, mas é importante o respeito ao cidadão, que não deve ser afrontado o tempo todo com babaquices repetidas sem lastro por quem teme a derrota ou por candidatos que já tiveram sua vez. 
  
Laerte Silva é advogado 

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por