Se a eleição para prefeito de Mogi das Cruzes fosse realizada hoje, o candidato Marcus Melo (PSDB) seria eleito já no primeiro turno. É o que mostram os números da mais recente pesquisa eleitoral realizada pelo instituto FLS Pesquisa e Marketing, com exclusividade para O Diário de Mogi.

LEIA:

Primeiros colocados sobem em relação à pesquisa anterior

Maioria dos eleitores já decidiu em quem irá votar para prefeito

A consulta aponta Melo com 56,5% dos votos válidos, contra 19,6% de Rodrigo Valverde (PT), 15,9% de Caio Cunha (PODE), 4% de Felipe Lintz (PRTB), 2,4% de Miguel Bombeiro (PROS) e 0,8% de Fred Costa (PDT) e Michael Della Torre (PTC), respectivamente. 

Os votos válidos correspondem aos números finais da votação, já excluídos os votos em branco, nulos e o percentual de eleitores que prometem não votar em qualquer dos candidatos que concorrem ao pleito.

Na consulta estimulada - em que o pesquisador oferece um disco de papel com os nomes de todos os candidatos a prefeito para que o eleitor indique o seu favorito -, efetuada nos dias 6 e 7 deste mês, junto a 500 eleitores de Mogi, com margem de erro de 5% e intervalo de confiança de 95,5% e registrada sob o número SP-07609/2020, Marcus Melo lidera com 42,8% das intenções de voto, contra 14,8% de Rodrigo Valverde e 12% de Caio Cunha . Felipe Lintz aparece em seguida com 3% das intenções de votos. E na sequência, estão Miguel Bombeiro, com 1,8%;  Fred Costa, e Michael Della Torre, com 0,6% cada um. Outros 2,8% dos consultados disseram que não irão votar em qualquer dos sete candidatos a prefeito de Mogi; 5,2% prometem votar em branco ou anular seus votos, enquanto 16,4% ainda se mostram indecisos, não sabendo quem irão escolher no dia da votação.

Na pesquisa espontânea, onde o eleitor, sem qualquer tipo de estímulo, é indagado apenas em quem votaria para prefeito, se a eleição acontecesse naquele momento, Marcus Melo também está na frente, com 29,4% das intenções de voto, seguido por Rodrigo Valverde, com 12,8%; Caio Cunha, com 9,6%; Felipe Lintz, com 1,6%; Miguel Bombeiro, com 1%; Della Torre, com 0,6% e Fred Costa, com 0,4%. A consulta espontânea aponta, naturalmente, um elevado percentual de eleitores indefinidos. E eles representaram 44% dos entrevistados. Outros 0,6% apontaram nomes que não concorrem à Prefeitura de Mogi nestas eleições.

Rejeição

A pesquisa avaliou também a rejeição dos candidatos a prefeito de Mogi. Quando indagados sobre em qual candidato não votariam de jeito algum,  14% apontaram Marcus Melo, 10,6% Miguel Bombeiro, 9,4% Rodrigo Valverde, 6,6% Caio Cunha, 2,8% Fred Costa, 2,6% Michael Della Torre  e 2% Felipe Lintz. Outros 2,4% dos entrevistados responderam nenhum, enquanto 17% disseram não rejeitar qualquer um dos sete candidatos. Já 32,6% se mostraram indecisos.