Entrar
Perfil
Ocupação

Luzia é o único estadual com vagas de enfermaria, na Região

UTI Covid da unidade está lotada, assim como acontece nos outros hospitais estaduais do Alto Tietê. Leitos estão sendo implantados no Dr. Arnaldo, que já tem poucas vagas.

Larissa Rodrigues
08/04/2021 às 13:10.
Atualizado em 08/04/2021 às 15:46

No Luzia, são 46 leitos de enfermaria com 63% de ocupação (Arquivo/O Diário)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
Ocupação

Luzia é o único estadual com vagas de enfermaria, na Região

UTI Covid da unidade está lotada, assim como acontece nos outros hospitais estaduais do Alto Tietê. Leitos estão sendo implantados no Dr. Arnaldo, que já tem poucas vagas.

Larissa Rodrigues
08/04/2021 às 13:10.
Atualizado em 08/04/2021 às 15:46

No Luzia, são 46 leitos de enfermaria com 63% de ocupação (Arquivo/O Diário)

A última atualização da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, divulgada na noite desta terça-feira (8), aponta que o Hospital Luzia de Pinho Melo, no Mogilar, é o único do Alto Tietê que ainda tem vagas na enfermaria Covid. Os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UIT) estão todos ocupados, assim como acontece no Hospital Regional de Ferraz e No Santa Marcelina de Itaquaquecetuba, que estão com 100% de ocupação também na enfermaria.

No Luzia, são 46 leitos de enfermaria com 63% de ocupação e 33 de UTI que estão ocupados. No Regional de Ferraz são 26 leitos de UTI e 26 de enfermaria, enquanto o Santa Marcelina opera com 10 leitos de UTI e 20 de enfermaria. Em ambos, os leitos estão todos ocupados.

No Hospital Dr. Arnaldo Pezzuti, em Jundiapeba, já estão em funcionamento 20 leitos de enfermaria com ocupação de 63% e os 10 leitos de UTI com 90% de ocupação. A pasta da Saúde ressalta que é importante destacar que essas taxas de ocupação variam no decorrer do dia em virtude de fatores como altas, óbitos ou transferências para leitos de enfermaria ou UTI, por exemplo.

A proposta para o Dr. Arnaldo é abrir, ao todo, 90 vagas exclusivas para tratamento da Covid-19, sendo 40 de UTI e 50 de enfermaria. Inicialmente, a promessa era de que a implementação gradativa seria feito até o final de março. Agora, o Estado não tem uma nova data.

Por meio de nota, a Secretaria afirmou que “o Estado de São Paulo tem o compromisso de fortalecer a rede para garantir atendimento a todos que precisarem. Neste sentido, o Governo do Estado ampliou o número de leitos nos hospitais estaduais do Alto Tietê, a exemplo do Arnaldo Pezzuti, que começou a operar com 30 novos leitos e está implantando os outros gradativamente”.

A pasta ressalta ainda que neste ano também foram ampliados leitos no Hospital Luzia de Pinho Melo, Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos e Hospital Padre Bento, em Guarulhos, além da assistência para casos de Covid-19 no HC de Suzano. Em 2020, foram repassados R$34,9 milhões para fortalecer a assistência para casos de Covid na região do Alto Tietê. Além disso, foram enviados mais de 130 respiradores pelo Governo de SP para a Região.

Cenário Regional

A Secretaria de Estado da Saúde mantém o monitoramento do cenário da Covid-19 em todas as regiões. Ontem, (7) a taxa de ocupação na Grande São Paulo chegou a 88% de UTI e 75,4% em enfermaria. A sobrecarga na rede de saúde é uma realidade em diversos locais e os serviços do SUS esforçam-se para garantir assistência adequada e oportuna a todos.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por