Mogi das Cruzes continua em uma fase vermelha mais dura que a do Estado. Em uma live no final da tarde desta segunda-feira (8), o Prefeito de Mogi, Caio Cunha (PODE) anunciou um novo pacote de medidas, ainda mais rígidas que as anteriores. Entre elas, o retorno da restrição em supermercados: somente uma pessoa de cada família vai poder ir às compras. O novo decreto municipal com esta e também outras regras será publicado nesta terça-feira (9).

Ao lado da vice-prefeita Priscila Yamagami (PODE), Cunha iniciou a transmissão de vídeo com um panorama nada animador. “A situação está péssima. Esse é o resumo”, disse, ao anunciar para esta terça-feira (9) a instalação de 7 novos leitos de UTI e “entre 27 e 32” novos leitos de enfermaria em um anexo do Hospital Municipal de Braz Cubas, onde há “fila de espera”. As vagas fazem parte de um pacote de apoio anunciado pelo Governo do Estado na última sexta-feira (5).

LEIA TAMBÉM: Confira o funcionamento dos shoppings de Mogi e Suzano durante a fase vermelha

Há ainda mudanças relacionadas a impostos (IPTU e ISS), cujos vencimentos foram alterados de abril, maio e junho para outubro, novembro e dezembro. E as escolas e templos religiosos permanecem fechados na cidade. Veja a seguir os principais tópicos anunciados na transmissão de vídeo:

Medidas mais duras

“Não é porque o supermercado, a loja de construção e a farmácia são serviços essenciais que podemos abarrotar esses lugares. Tem que ir, comprar e sair. Não dá pra passear”, explicou Cunha, que na sequência definiu um dos principais pontos do novo decreto: “colocamos regra, nos mercados e congêneres. Tem que ter uma pessoa a cada 10 metros quadrados. Se houver um estabelecimento com 20 metros, só poderão entrar duas pessoas, por exemplo”. A conta da capacidade máxima deve ser feita pelos proprietários, e não pela população. 

A medida passa a valer já a partir desta terça (9), embora o primeiro dia seja um momento de orientação. Mas haverá fiscalização, embora a prefeitura, nas palavras de Cunha, não precise “ser babá de ninguém”.

Os ônibus também foram mencionados pelo prefeito, que manteve o “remanejamento de frota” para que mais carros continuem circulando nos “horários de pico”. Ele também mencionou a “limpeza reforçada” dos veículos, mas a novidade é outra. “Na semana que tem, todos os ônibus terão câmeras de monitoramento para verificar a quantidade de pessoas. Além da segurança pública, elas vão auxiliar na segurança sanitária”.

E embora não tenha dado muitos detalhes, Cunha comentou ainda implementação de mais restrições dentro das empresas. “Escritórios com serviço interno”, por exemplo, devem operar com “35%” da capacidade. “E se puderem criar escala entre os funcionários, é muito importante para que seja distribuído o espaçamento de horário”

Escolas e igrejas

Desde o último dia 3, ao contrário do que prevê a fase vermelha do Plano SP de Retomada Econômica, escolas e igrejas de Mogi não podem receber atividades presenciais, com aglomeração. Essa linha mais dura continua. 

Em ambos os casos, nada muda. Nas escolas seguem as atividades remotas. O Prefeito de Mogi, aliás, revelou que continua pedindo ao Estado uma revisão na “ordem de vacinação, para que professores sejam considerados prioritários", como os profissionais de saúde.

E nas igrejas, permanecem presenciais apenas os “atendimentos individualizados”, além da realização de missas, cultos e celebrações online.

 

IPTU e ISS

De comum acordo com o secretário municipal de Finanças, Ricardo Abílio, Caio Cunha anunciou a prorrogação de impostos como uma das medidas de apoio à população neste momento crítico. “O IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) de abril, maio e junho, vocês vão poder pagar em outubro, novembro e dezembro. É uma opção sem qualquer tipo de juros”, falou aos espectadores da live. A medida só não vale para as guias com vencimento em março, pois "não deu tempo" de incluir este mês.

 

Vacinação

A live também serviu como anúncio do calendário oficial de vacinas. Nesta terça-feira (9), nas UBS da Vila Natal e Alto do Ipiranga, receberão a segunda dose os idosos ou trabalhadores da saúde que participaram da primeira etapa de imunização entre 6 e 12 de fevereiro. 

Na sexta-feira (12), a segunda dose será aplicada em idosos ou trabalhadores da saúde, mas os que foram vacinados inicialmente entre 15 e 19 de fevereiro. Os endereços são as UBS já citadas e também o drive thru do Pró-Hiper, que será montado a partir de quarta-feira (10), para aplicar, a princípio, a primeira dose para o público acima de 77 anos.

 

Próxima avaliação

A próxima análise oficial da situação de Mogi das Cruzes está prevista para sexta-feira, dia 12. Entretanto, até lá avaliações serão feitas a todo momento. Ao falar disso, Cunha fez um alerta: "os dados mostram que a gente poderia até fazer lockdown. As pessoas ainda não entenderam isso".

 

 

Lockdown

Após análise conjunta com o secretariado municipal sobre a taxa de ocupação de leitos nesta segunda-feira (8), Caio Cunha encontrou um “cenário muito pior” que o da semana anterior, tida como a mais mortal para Mogi desde o início da pandemia.

“Os dados mostram necessidade de lockdown”, disse, para alertar que esta “ainda” não é a linha imposta pela prefeitura. “Tudo depende das pessoas. Tem gente que está fazendo festa clandestina, festa em condomínio, Tem gente recebendo pessoas de porta fechada. Se a população não assumir seu posicionamento, a gente não consegue”, falou.

É possível denunciar aglomerações pelos números 153 (atendimento 24 horas) ou pelo WhatsApp 4798-5070, que atende em horário comercial. Contudo, é preciso ter responsabilidade ao fazer isso. Na live, o prefeito reclamou da enorme quantidade de denúncias falsas. No último final de semana, a Guarda Municipal recebeu 506 chamados e fez 280 deslocamentos, mas aplicou apenas uma multa, além de 82 orientações.

LEIA TAMBÉM: Em Suzano, mais de 40 estabelecimentos são fechados durante fiscalização

Prefeito sem máscara

Diferente da vice-prefeita Priscila, Cunha esteve sem máscara durante toda a live. Em certo momento, se justificou. “Fiz um teste de Covid e deu negativo, graças a Deus. Estou me cuidando, embora nossa vida seja muito agitada”.