Os primeiros procedimentos para instalação do Santuário de Nossa Senhora Desatadora dos Nós, foram realizados neste domingo (21), pelo padre Jonatas Pereira Diniz, junto com os arquitetos Ciro Pirondi e Ana Longato, que estiveram no local para marcação das estacas da área onde será montado o altar para celebrar a Missa de Cura e Libertação, no próximo dia 11 de abril, às 10 horas, na avenida das Orquídeas, próximo à estação de trem do distrito de Braz Cubas, em Mogi das Cruzes.

Nesse dia será lançada a pedra fundamental para iniciar o projeto de construção do Santuário, idealizado pelo pároco da Paróquia Nossa Senhora do Carmo, de Sabaúna, que será construído em um terreno entre Braz Cubas e Jundiapeba.

A área, localizada na margem direita da nova via, no sentido Mogi-Suzano, foi disponibilizada pelos empresários Fumio Horii e Hissao Horii, que já formalizaram a doação ao bispo diocesano, dom Pedro Luiz Stringhini, e ao sacerdote, no início de dezembro de 2020. Os custos e o cronograma da obra estão em levantamento.

No terreno de 15 mil m² serão construídas a igreja principal e duas capelas, uma em louvor a São Francisco de Assis, padroeiro da ecologia, e outra a Santo Ivo, padroeiro dos advogados, promotores e juízes.

Os arquitetos Ciro Pirondi, diretor da Fundação Oscar Niemeyer, e Ana Longato, elaboraram o projeto, que prioriza a natureza e prevê a instalação de espaços destinados ao desenvolvimento de projetos sociais.