O Paraguai enfrenta uma onda de protestos que pedem a saída do presidente Mario Abdo Benítez devido à má gestão da pandemia do novo coronavírus e há relatos de pelo menos 20 pessoas feridas em confrontos com a polícia nas ruas de Assunção.

A onda de protestos ocorre em meio ao pior momento da crise provocada pela pandemia no país, com 165,8 mil casos confirmados e 3.278 mil mortes pela doença, segundo levantamento feito pela universidade Johns Hopkins.

Foram registrados protestos em diversas regiões do Paraguai, como a capital Assunção e Ciudad Del Este, que faz fronteira com o Brasil.

Os protestos ganharam força no país vizinho após a saída do ministro da Saúde paraguaio, Julio Mazzoleni, na sexta-feira (5), em meio à aprovação no Senado de uma resolução que pedia seu afastamento, e tem como pano de fundo a falta de insumos nos hospitais, demora na campanha de vacinação e denúncias de corrupção. Com informações da Associated Press.