Entrar
Perfil
LUTO

Morre Elizabeth II, a rainha que uniu os britânicos em crises

Britânicos choram por sua mais longeva soberana, uma rainha pop e discreta, que liderou um país enquanto o mundo passava por sucessivas mutações

O Diário
08/09/2022 às 14:35.
Atualizado em 08/09/2022 às 15:26

A rainha morreu de forma pacífica, informou a família real (Foto: reprodução / @RoyalFamily)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
LUTO

Morre Elizabeth II, a rainha que uniu os britânicos em crises

Britânicos choram por sua mais longeva soberana, uma rainha pop e discreta, que liderou um país enquanto o mundo passava por sucessivas mutações

O Diário
08/09/2022 às 14:35.
Atualizado em 08/09/2022 às 15:26

A rainha morreu de forma pacífica, informou a família real (Foto: reprodução / @RoyalFamily)

A morte da rainha Elizabeth Alexandra Mary Windsor foi confirmada nesta quinta-feira, aos 96 anos. Seu reinado — o mais longevo da história — durou quase sete décadas, atravessando períodos como o da Guerra Fria, sucessivas crises políticas e econômicas, entrou e saiu da União Europeia, enfrentou uma pandemia global.

A monarca estava sob supervisão depois que seus médicos demonstraram "preocupação" com seu estado de saúde. A informação foi anunciada pelo Palácio de Buckingham. Familiares viajaram até o Castelo de Balmoral, na Escócia, onde a rainha se encontrava. 

"A rainha morreu de forma pacífica nesta tarde. O Rei e a Rainha consorte permanecerão em Balmoral nesta noite e retornarão amanhã", trouxe comunicado ofical da Família Real, divulgado nesta tarde. 

Bandeiras do Palácio de Buckingham estão a meio mastro após morte da rainha.

A monarca estava no trono desde 1952. Agora, quem se prepara para assumir o trono é seu filho primogênito, o príncipe Charles.

Lilibeth, como era chamada pelo pai, o rei George VI, de quem herdou a Coroa em 1953, quando tinha apenas 25 anos, se tornou para os súditos símbolo de força e estabilidade em um mundo onde tudo parece tão efêmero. Era respeitada e aprovada por 75% dos britânicos, segundo números de uma pesquisa feita no segundo trimestre deste ano pelo instituto YouGov.

Elizabeth deixa quatro filhos: Charles, herdeiro do trono, Anne, Andrew e Edward. Era viúva de príncipe Philip, que morreu em 2021. 

Uma das figuras mais conhecidas do mundo, a morte da rainha repercute no mundo político.

"Sua Majestade a Rainha Elizabeth II incorporou a continuidade e a unidade da nação britânica por mais de 70 anos. Lembro-me dela como uma amiga da França, uma rainha de bom coração que deixou uma marca duradoura em seu país e em seu século", declarou Emmanuel Macron, presidente da França.

"É com profunda tristeza que tomamos conhecimento da morte de Sua Majestade a Rainha Elizabeth II. Em nome do povo ucraniano, apresentamos as sinceras condolências à Família Real, a todo o Reino Unido e à Commonwealth por esta perda irreparável. Nossos pensamentos e orações estão com você", trouxe postagem de Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia. 

"Estendo minhas sinceras condolências à sua família enlutada, ao governo e ao povo do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte e à Comunidade das Nações em geral", declarou António Guterres, secretário-geral da ONU. 

*Com informações de O Globo 

Legado

Elizabeth II casou-se em 1947, com o príncipe grego, o oficial da Marinha Philip Mountbatten, e tiveram quatro filhos: os príncipes Charles, Anne, Andrew e Edward. Charles, o mais velho, nascido em 1948, será coroado como próximo rei britânico. 

Foi a rainha que serviu mais tempo como monarca em toda a história do Reino Unido. Segundo informações da família real, ela se envolveu, como patrona real ou presidente, com mais de 600 obras de caridade, associações militares, corporações profissionais e organizações de serviço público. 

Além de servir como rainha do Reino Unido, foi chefe de Estado de outras 14 nações independentes: Austrália, Nova Zelândia, Canadá, Jamaica, Antígua e Barbuda, Bahamas, Belize, Granada, Papua Nova Guiné, Ilhas Salomão, São Vicente e Granadinas, São Cristóvão e Névis, Santa Lúcia e Tuvalu.

Em seu reinado, trabalhou com 15 primeiros-ministros, sendo o primeiro deles Winston Churchill e a mais recente Liz Truss, que assumiu o cargo há poucos dias. 

*Com informações de Agência Brasil 

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por