MENU
BUSCAR
FURACÃO IDA

Entenda a catástrofe nos Estados Unidos

Furacão Ida avança pelo Atlântico Norte e causa fortes tempestades e inundações; veja fotos de Louisiana

Agência EstadoPublicado em 02/09/2021 às 15:18Atualizado há 26 dias
Foto Louisiana National Guard
Foto Louisiana National Guard

O furacão Ida continua avançando pelo Atlântico Norte, causando fortes tempestades e inundações nos Estados Unidos. Nesta quinta-feira (2), a cidade de Nova York foi atingida por fortes ventos e chuva, que quase interromperam o serviço de metrô, destruíram casas em Nova Jersey e geraram um alerta de tornado no Bronx. Pelo menos nove pessoas morreram.

O prefeito Bill de Blasio declarou estado de emergência, pouco antes das 23h30 desta quarta-feira (1), dizendo que a cidade de Nova York estava "enfrentando um evento climático histórico" com "chuvas recordes em toda a cidade, enchentes brutais e condições perigosas em nossas estradas". Ele alertou aos nova-iorquinos: "fiquem dentro de casa".

A governadora de Nova York, Kathy Hochul, e o governador de Nova Jersey, Phil Murphy, também declararam estado de emergência por causa da tempestade tropical, que atingiu os Estados Unidos como um furacão de categoria 4 no domingo (29), exatos 16 anos após o Katrina.

Com ventos de 230 km/h, o Ida foi o 5º furacão mais forte da história a atingir o continente, segundo a agência de notícias Associated Press, e no começo da semana causou estragos e mortes na Louisiana, no Mississippi e no Alabama.

Pouco antes da 1h desta quinta-feira (2), a cidade emitiu uma proibição de viagens, em vigor até as 5h. "Todos os veículos não emergenciais devem estar fora das ruas e rodovias de Nova York", disse o escritório de gerenciamento de emergência no Twitter. Uma estrada que atravessa o Central Park estava pontilhada de carros que foram abandonados depois de ficarem presos nas enchentes.

A Autoridade de Transporte Metropolitano avisou os clientes em um alerta por e-mail, na noite de quarta-feira (1): "O serviço de trem é extremamente limitado, se não mesmo suspenso, por causa das fortes chuvas e inundações em toda a região". O site do sistema mostrou que o serviço foi suspenso em mais de 18 linhas de metrô da cidade.

Todo o serviço ferroviário de Nova Jersey, com exceção da linha de Atlantic City, foi suspenso, disse o New Jersey Transit. O tráfego aéreo também foi suspenso na região.

Estragos em NY

A tormenta já provocou inundações em Nova York e interrompeu o funcionamento de quase todas as linhas do metrô. Algumas estradas estão intransitáveis e há alertas de tornados na região Os tornados gerados pela tempestade atingiram partes da Pensilvânia e de Nova Jersey. Ao menos nove casas foram destruídas em Mullica Hill, Nova Jersey, segundo a rede de televisão NBC10. O Aeroporto Newark Liberty, de Nova Jersey, suspendeu alguns voos devido a inundações em seu complexo. (Com agências internacionais).

O governo federal norte-americano garantiu nesta quinta-feira (2) que manterá apoio às pessoas atingidas pela passagem do furacão Ida. O presidente Joe Biden informou que sua administração monitora de perto o assunto e informou que viajará na sexta-feira, 3, à Louisiana para visitar áreas atingidas.

Biden também comentou que o governo liberará estoques para garantir o fornecimento de gasolina e conter os preços do combustível nas zonas atingidas, nos Estados de Louisiana e Mississippi. O líder americano disse que muitas áreas ainda estão desprotegidas, diante das enchentes e outros estragos causados por Ida. Ele lembrou que antes mesmo do furacão já havia emitido declarações de emergência para a área ameaçada, a fim de agilizar a resposta ao problema.

ÚLTIMAS DE Mundo