MENU
BUSCAR
ÓBITO

Complicações da Covid-19 matam general Colin Powell, aos 84 anos

Ele foi o primeiro homem negro a comandar a política externa americana e a ser chefe do Estado-Maior das Forças Armadas durante a Guerra do Golfo, no governo de GeorgeW. Bush.

Agência O GloboPublicado em 18/10/2021 às 10:02Atualizado há 1 mês
Powell foi uma figura-chave da política republicana nas últimas décadas e crítico voraz de Trump / Reprodução - Wikimedia Commons
Powell foi uma figura-chave da política republicana nas últimas décadas e crítico voraz de Trump / Reprodução - Wikimedia Commons

Secretário de Estado americano durante o primeiro mandato do ex-presidente George W. Bush e um dos arquitetos da Guerra do Iraque, Colin Powell morreu nesta segunda-feira (18) vítima de complicações da Covid-19. Primeiro homem negro a liderar a política externa americana e chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas durante a Guerra do Golfo de 1981, ele tinha 84 anos.

Em um comunicado divulgado pelo Facebook, a família não especificou quais foram as complicações do coronavírus que causaram a morte de Powell, mas afirmou que ele já havia tomado as duas doses da vacina anti-Covid. As injeções são amplamente eficazes contra a doença e, na maior parte dos casos, capazes de evitar casos graves e óbitos.

"Nós perdemos um marido, pai e avô notável e querido e um grande americano", disse a família na nota, afirmando que ele estava sendo tratado pela equipe médica do Centro Médico Walter Reed, hospital militar na cidade de Bethesda, em Maryland, nos arredores de Washington.

Powell foi uma figura-chave da política republicana nas últimas décadas, mas foi um crítico voraz do ex-presidente Donald Trump, principalmente nos últimos meses de seu mandato, afirmando que não reconhecia mais a legenda. Chegou inclusive a participar da convenção do Partido Democrata de 2020, que confirmou a candidatura de Joe Biden à Presidência.

ÚLTIMAS DE Mundo