Mogi reforça fiscalização em bares e praças no feriado prolongado

Em parceria com a PM, os agentes coibiram aglomerações no Mogilar, Parque Monte Líbano e Sabaúna. (Foto: Divulgação)
Em parceria com a PM, os agentes coibiram aglomerações no Mogilar, Parque Monte Líbano e Sabaúna. (Foto: Divulgação)

A Secretaria de Segurança de Mogi das Cruzes aplicou na noite de sexta-feira cinco multas em estabelecimentos e pessoas por desrespeito às leis de perturbação do silêncio, dirigir alcoolizado e lixo na via pública e uso de narguilé também em espaço público. A ação, que faz parte do reforço nas fiscalizações durante o feriado prolongado da Independência, deve continuar nos próximos dias em diferentes pontos da cidade.

O titular da pasta, o coronel reformado da Polícia Militar Paulo Roberto Madureira Sales, detalhou a O Diário como foi o primeiro dia da operação. Em parceria com a Polícia Militar, os agentes coibiram aglomerações no bairro do Mogilar, na Narciso Lucarini, na vila Paternio, e no distrito de Sabaúna.

Nestes endereços e na praça Francisca de Campos Mello Freire (conhecida como Praça dos Enfartados), no Parque Monte Líbano, alguns veículos foram multados e outros apreendidos por problemas com a documentação. Dois bares da mesma região foram notificados, pois passaram alguns minutos das 22 horas, que é o horário máximo para fechar, de acordo com as determinações do Plano SP de retomada da economia no Estado.

“A gente fechou uma adega no Mogilar, que estava trabalhando sem documentação e também autuamos um bar em Jundiapeba, porque os clientes fizeram uma baderna na rua, com diversas garrafas e lixo. A operação continua durante esses dias de feriado prolongado a partir das 21 horas, para coibir as aglomerações e os bares que desrespeitarem as leis, principalmente nessa pandemia”, disse o coronel Sales.

Denúncia

Nesta última semana, moradores de bairros fiscalizados levaram os vereadores a debater o assunto na sessão da Câmara Municipal e a cobrar providências da Prefeitura. Em Sabaúna, por exemplo, a aglomeração com som alto nos veículos foi denunciada por representantes do distrito à reportagem do jornal O Diário, que mostrou também a preocupação das famílias locais com a concentração de ciclistas no local, principalmente aos finais de semana.


Deixe seu comentário