Mogi recebe Mostra de Teatro Acessível

Projeto reconhecido pela ONU consiste na realização de espetáculos com a participação de pessoas com e sem deficiência. Apresentação de peça na Cidade será na próxima sexta-feira.(Foto: Divulgação)
Projeto reconhecido pela ONU consiste na realização de espetáculos com a participação de pessoas com e sem deficiência. Apresentação de peça na Cidade será na próxima sexta-feira.(Foto: Divulgação)

O público de Mogi das Cruzes e das demais cidades do Alto Tietê é convidado especial da 2ª Mostra de Teatro Acessível, que será realizada pela ONG Escola de Gente – Comunicação em Inclusão, fundada pela jornalista e escritora Claudia Werneck, referência internacional no tema da inclusão. O destaque vai para as apresentações do grupo Os Inclusos e os Sisos – Teatro de Mobilização pela Diversidade, criado pela atriz Tatá Werneck e já assistido por mais de 100 mil pessoas nas cinco regiões do Brasil.

Sempre com muito humor, o grupo encanta pessoas com e sem deficiência com espetáculos em que todos podem participar. Para isso, são disponibilizados oito recursos de acessibilidade, como intérprete da Língua de sinais brasileira (Libras), fones para audiodescrição e material de comunicação em braile e formatos digitais. A peça de teatro será encenada às 14h30 da próxima sexta-feira, dia 6, no Cemforpe (Centro Municipal de Formação Pedagógica), gratuitamente.

Essa é uma grande conquista da Região e que dá a oportunidade para que todas as pessoas, independentemente de necessidades específicas, possam assistir a um espetáculo teatral de qualidade. A inclusão é um tema de relevância e iniciativas como essas propiciam uma importante integração entre as áreas de assistência social, cultura e educação”, ressalta Adriano Leite, presidente do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), responsável pela recepção do projeto, que conta com o patrocínio da MRS, por meio de lei Rouanet do Ministério da Cultura.  

Ao todo, 15 cidades, em três estados, puderam assistir a espetáculos teatrais, participar de oficinas de teatro acessível, palestras e distribuição de livros com total acessibilidade. Todas as atividades são gratuitas e livres para todos os públicos. “É preciso sensibilizar toda a sociedade, incluindo a classe artística e o poder público, para que sejam incorporadas práticas inclusivas, previstas na legislação, na área da cultura. A mostra não tem o objetivo de garantir apenas que pessoas com deficiência estejam nas plateias, mas que todas as pessoas, com ou sem deficiência, possam fruir e participar das produções com total dignidade”, defende Claudia Werneck.

O Cemforpe está localizado na Rua Antenor Leite da Cunha 55, no Nova Mogilar. Informações podem ser obtidas pelo telefone 4652 3413, no Condemat.

Grupo surgiu em 2003 com mobilização de estudantes

Os Inclusos e os Sisos” surgiram em 2003, a partir da iniciativa da atriz Tatá Werneck, que mobilizou estudantes de Artes Cênicas da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio) para colocar o teatro a serviço de temas como inclusão, direitos e acessibilidade.

Em 2015, foi reconhecido no escritório das Nações Unidas em Viena, na Áustria, como uma das mais inovadoras experiências em direitos de pessoas com deficiência do mundo. Atualmente, o grupo conta, entre outros, com Diego Molina (roteirista do programa ‘Zorra’, da Rede Globo) na direção e com a atriz Louise Marrie (da ‘A Força do Querer’).

Para a grande maioria de pessoas com deficiência, os nossos espetáculos são as primeiras e únicas oportunidades de irem ao teatro. Estamos somente cumprindo o que manda a legislação, mas, como é tão raro, torna-se extremamente gratificante para nós”, afirma ela.

O projeto conta ainda com o apoio das prefeituras de Guararema e Mogi das Cruzes, da Associação Nacional do Ministério Público de Contas, da Fundação Pedro Jorge, da Associação Nacional dos Procuradores da República e do Senado Federal.


Deixe seu comentário