INFORMAÇÃO

Mogi coloca à venda 17 lotes da Vila Rei

Comercialização deve ser feita por meio de concorrência pública

Com a possibilidade de parcelamento até dez vezes, a Prefeitura de Mogi colocou à venda, mais uma vez, os 17 lotes, com 157,50 m² cada, de sua propriedade, localizados no Loteamento Vila Rei, nas proximidades da avenida Prefeito Francisco Ribeiro Nogueira, na saída para Bertioga. Situados junto às ruas Rosa Lins de Albuquerque Rodrigues e Fábio Viana, os terrenos estarão sendo comercializados, um a um, por meio de concorrência pública, ao valor mínimo de R$ 90.532,58 cada lote, estabelecido pela Comissão Municipal de Avaliação. O edital da licitação já foi publicado e pode ser consultado no site ou no prédio da Prefeitura de Mogi. As propostas deverão ser entregues à Secretaria Municipal de Gestão, até às 9h30 do dia 9 de setembro, uma quarta-feira. Os envelopes com os documentos exigidos e valores oferecidos pelos virtuais compradores serão abertos logo em seguida, às 10 horas. Esta será a segunda tentativa da atual administração municipal para vender os lotes que pertencem ao município de Mogi das Cruzes e que se encontram sem qualquer utilização prática, numa região da cidade que está cada dia mais valorizada pelo processo de urbanização e melhorias que vem ocorrendo nas proximidades. Para esta nova tentativa de comercialização, a Prefeitura está apresentando uma maior facilidade aos interessados: o parcelamento em até dez vezes do pagamento. Na primeira vez em que colocou os terrenos à venda, ofereceu a possibilidade de parcelar em três prestações, mas não obteve sucesso. Agora, além de reforço para o caixa, em baixa por conta da pandemia, a Prefeitura busca encontrar uma finalidade para os terrenos que correm risco de serem ocupados irregularmente, como vem acontecendo com outras áreas municipais, obrigando a Guarda Municipal a agir para evitar as invasões.

Mudanças

No dia em que a Câmara Municipal aprovou votos de aplausos e congratulações à médica Rosângela da Cunha (Doutora Nenê) pelo seu trabalho à frente do Banco de Leite Humano de Mogi, a profissional foi exonerada do cargo de diretora-adjunta da Secretaria Municipal de Saúde pelo atual titular da pasta, médico Henrique Naufel. Para seu lugar foi indicada a enfermeira Rebeca Barufi, que deixa o setor de Atenção Básica nas mãos da dentista Tatiana Melo. A Dra. Nenê passará a cuidar exclusivamente do Banco de Leite.

Desistência – 1

O deputado federal Marco Bertaiolli (PSD) confirmou, esta semana, que não pretende deixar o cargo em Brasília para ser novamente candidato a prefeito de Mogi das Cruzes nas eleições de novembro próximo. Disse também que irá se “manter neutro” e que só subirá em palanque, caso o seu partido venha a lançar um candidato. Prometeu ainda liberar os candidatos a vereador para se aliarem ao candidato a prefeito que desejarem.

Desistência – 2

Ontem, pela manhã, o deputado esteve reunido, em seu gabinete, no Mogilar, com os vereadores que integram a bancada do PSD na Câmara, Otto Rezende, Claudio Miyake e Edson Santos. Antonio Lino não participou por estar cuidando dos funerais do tio, Tarcísio Damásio, falecido na madrugada de ontem. Lino, no entanto, tem cobrado apoio do partido para ser indicado como vice na chapa do atual prefeito Marcus Melo (PSDB).

Distância

Observadores mais atentos da política local apontam sinais de distanciamento entre o prefeito Marcus Melo e o seu líder na Câmara Municipal, o vereador Mauro Araújo (MDB). A situação já perdura por algumas semanas e quem está aproveitando muito bem esse espaço é o vereador José Francimário Vieira de Macedo, o Farofa (PL), que tem feito jus ao apelido de “primeiro ministro”, e cuidado da interlocução não só dos vereadores de seu partido, do qual é líder no Legislativo, como de integrantes de outras bancadas. Tem assumido, inclusive, a defesa de Melo no plenário, até em questões mais delicadas, como as denúncias do Gaeco, por exemplo.

Frase

Uma comissão consiste de uma reunião de pessoas importantes que, sozinhas, não podem fazer nada, mas que, juntas, decidem que nada pode ser feito.

Fred Allen (1894-1956), radialista e famoso humorista norte-americano


Deixe seu comentário