A eleição da nova diretoria do Consório de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) definiu a posição de prefeitos novos e antigos na composição do comando do órgão. Mas trouxe algumas surpresas. Presidente do Condemat até o dia 31 de dezembro do ano passado, o ex-prefeito de Guararema, Adriano Leite (PL), foi indicado para ocupar o cargo de secretário -executivo do grupo, enquanto a jornalista Mara Flôres passará a acumular as funções de assessora de Imprensa com as de secretária-adjunta do órgão. De resto, a eleição não teve grandes mudanças, confirmando o que a coluna havia antecipado: a eleição do prefeito Rodrigo Ashiuchi (PL), de Suzano, para o cargo de presidente. Seu nome havia sido lançado, semanas antes da eleição pelo dirigente de uma cidade de inegável peso na estrutura do consórdio: o prefeito Guti Costa (PSD), de Guarulhos, eleito para o cargo de secretário-geral. Além de Ashiuchi e Guti, a diretoria tem ainda Eduardo Boigues  (Progressistas) como vice-presidente; Caio Cunha (PODE), de Mogi, como 1º tesoureiro e Luiz Camargo (PSD), de Arujá, como  2º tesoureiro. O novo prefeito de Guararema, José Luiz Eroles Freire (PL) será o presidente do Conselho Fiscal, que terá os seguintes prefeitos como membros: Carlos Alberto Taino (PL), de Biritiba Mirim; Priscila Gambale (PSD), de Ferraz de Vasconcelos; Márcia Bin (PSDB), de Poá; Vanderlon de Oliveira (PL), de Salesópolis; Adriano Levori (PL), de Santa Branca, e Carloa Chinchilla (PSL). Já no dia da eleição e posse dos escolhidos, foram tomadas algumas medidas avalizadas pelo novo presidente e demais membros do grupo. Uma delas foi a encomenda pelos municípios, de determinada quantia de vacinas, com objetivo de garantir a imunização de toda a população das cidades, em conjunto com o governo do Estado de São Paulo.Caberá  ao novo presidente, Rodrigo Ashiuchi cuidar das articulações futuras com o governo estadual, por meio do secretário da Saúde, Jean Gorinchteyn. Com a confirmação de que a vacinação terá início ainda neste mês, dependendo, é claro, da aprovação e liberação da Coronavc pela Anvisa, os municípios precisarão montar seus respectivos esquemas de aplicação do imunizante. E para que isso aconteça, o Condemat poderá exercer um papel impor-tante na intermediação de informações e das necessidades dos municípios perante o governo do Estado. Ashiuchi sabe disso e já está se movimentando para dar conta da função que lhe foi outorgada.

 

Dupla função

Eleito vice-prefeito na chapa de Rodrigo Ashiuchi, em Suzano, Walmir Pinto terá jornada dupla durante o atual mandato. Explica-se: além das funções para as quais foi eleito junto com o prefeito, ele irá exercer também o cargo de secretário municipal de Cultura, cargo que ele já havia ocupado naquela cidade entre os anos de 2005 e 2012. “Retorno agora à mesma casa que me acolheu e que vivi intensamente. Comigo, velhos e novos companheiros seguirão nesses novos desafios. Sei que os tempos são outros, mas não me faltam energia,  garra e a mesma vontade daqueles tempos. Não faltará disposição para fazer tudo aquilo que acredito e  penso em relação à arte e a cultura”, disse ele, em nota recente.

 

No conselho

A produtora rural Simone Silotti, que se destacou durante a pandemia criando um grupo de agricultores para a venda conjunta de seus produtos por meio da internet, teve o seu trabalho reconhecido. Ela foi indicada para integrar a Comissão Regional de Segurança Alimentar e Nutricional

Sustentável da Grande São Paulo, que faz parte do Conselho Estadual de Segurança Alimentar, órgão vinculado à Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento.  A sociedade civil da região tem ainda um outro representante nesta comissão: Renê Ribeiro Silva, agricultor de Suzano. Há quem diga que é a primeira vez que uma mulher de Mogi ocupa uma vaga no grupo regional.

 

Empresa para Mogi

O portal “Panorama Farmacêutico” confirma notícia já divulgada aqui neste espaço: a R2IBF, fabricante de radiofármacos fundada em 2019, prepara-se para construir sua quinta fábrica no Brasil. A companhia deverá investir R$ 35 milhões em Mogi das Cruzes, na região metropolitana de São Paulo.   A expectativa da empresa é que a fábrica esteja pronta no final de 2022 e comece a operar em janeiro de 2023. A nova unidade produzirá marcadores radiofármacos contrastes radioativos para exames de imagem em equipamentos utilizados com maior frequência em exames oncológicos, mas com aplicações importantes também em neurologia e cardiologia.